Economia Turquia surpreende com novo corte nos juros acima do previsto

Turquia surpreende com novo corte nos juros acima do previsto

O Banco Central da Turquia voltou a reduzir os juros, acima do esperado, depois de em julho ter anunciado a maior descida da taxa diretora desde que o país começou a definir metas para a inflação, em 2002.
Turquia surpreende com novo corte nos juros acima do previsto
AFP
Gonçalo Almeida 12 de setembro de 2019 às 14:27

No cargo desde julho, o novo governador do banco da Turquia, Murat Uysal, decidiu descer novamente os juros. Desta vez, com um corte de 325 pontos base para os 16,5%, acima do previsto pelo analistas da Bloomberg, que apontavam para um corte médio de 275 pontos base.

Uysal, que substituiu Murat Cetinkaya no comando da autoridade monetária – acusado pelo presidente turco Tayyip Erdogan de não cortar nos juros – parece estar a responder às exigências do líder do país.

Três semanas após ter assumido o cargo, em julho, o novo governador anunciou o primeiro corte desde 2016 e o maior desde 2002. Na altura cortou a taxa em 425 pontos base, de 24% para 19,75% e agora voltou novamente à carga.

"O fraco apetite pelo investimento e um mercado de trabalho débil são condições que sustentam a decisão de novos cortes", disse Yarkin Cebeci, analista da JPMorgan Chase, à Bloomberg.

A lira turca apreciou 1,3% após a decisão.

Com a economia do país a começar só agora a recuperar terreno, depois de um período agressivo de recessão, há algum espaço para estímulos orçamentais. Nesse sentido, o banco está a seguir a vontade de Erdogan, que acredita que as altas taxas de juro não ajudam a baixar os preços.

Segundo o banco central, a inflação do país vai acabar o ano em torno dos 13,9%. Atualmente fixa-se nos 15%.

Erdogan, na altura em que a liderança da instituição mudou de mãos, disse que a Turquia ia implementar grandes cortes nas taxas de juro e está a cumprir o prometido. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI