Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Antiga “cadeia dos polícias” vai ser convertida em residência para estudantes

À boleia do PRR, a empresa pública que gere o património imobiliário do Estado vai transformar o antigo estabelecimento prisional de Santarém, que está ao abandono há já 14 anos, num alojamento com capacidade para mais de 200 camas.

Rui Neves ruineves@negocios.pt 25 de Janeiro de 2023 às 14:40

O cabo da GNR António Costa, mais conhecido como o "serial killer" de Santa Comba Dão, que foi condenado a pena máxima por matar três adolescentes com as próprias mãos e desfazer-se dos corpos; o sargento José Santos, que matou um suspeito com um tiro na cabeça e decapitou-o; o cabo Sérgio Casca, que assassinou a tiro dois colegas da GNR.

 

Costa, Santos e Casca foram reclusos do antigo Estabelecimento Prisional de Santarém, mais conhecido como a "cadeia dos polícias", pois era aqui que cumpriam pena os condenados das forças policiais.

 

Trata-se de um edifício construído no século XIX, situado no centro da cidade, com uma área de aproximadamente sete mil metros quadrados e que está ao abandono desde 2009.

 

Mas eis que a dona do imóvel – a Estamo, a empresa pública que gere o património imobiliário do Estado – conseguiu financiamento do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), no valor de 6,7 milhões de euros, para converter o antigo presídio militar numa residência para estudantes, com capacidade para 204 camas.

 

"A 29 de dezembro de 2022 foi assinado o contrato do projeto de reabilitação e reconversão do antigo estabelecimento prisional de Santarém para uma residência de estudantes", anunciou a TUU – Building Design Management.

 

"O RESA (Residências Estamo de Santarém) trata-se um projeto onde a TUU tem um papel fundamental com o projeto de arquitetura, uma vez que o antigo estabelecimento prisional é um Monumento Nacional no centro da cidade de Santarém, com uma identidade única que deverá ser mantida, tornando o projeto muito desafiante", realça a empresa coimbrã.

 

"Temos o compromisso de nos envolvermos neste trabalho com toda a dedicação por forma a conseguirmos criar uma atmosfera positiva num edifício que albergou tantas histórias de vida difíceis e onde se sente uma carga bastante negativa. Este é talvez o maior desafio de todos", afirma Hugo Tocha de Carvalho, fundador da TUU e diretor do departamento de arquitectura.

 

Ver comentários
Saber mais prisão santarém presídio militar estamo tuu prr residência para estudantes
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio