Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Desemprego registado voltou a subir em janeiro pelo segundo mês consecutivo

O número de pessoas inscritas nos centros de emprego aumentou 2,3% face a dezembro do ano passado. Desemprego jovem também subiu no arranque do ano, comparando com o mês anterior.

Também há situações de “erros” sem aparente justificação de acordo com a bastonária da Ordem dos Contabilistas Certificados. Questionado, o IEFP não explica.
João Cortesão
Paulo Ribeiro Pinto paulopinto@negocios.pt 21 de Fevereiro de 2022 às 10:38
O número de desempregados inscritos nos centros de emprego voltou a subir em janeiro deste ano, face a dezembro de 2021. É o segundo mês consecutivo de aumento, depois de oito meses de descidas contínuas.

De acordo com a síntese mensal do Instituto de Emprego e Formação Profissional, no mês de janeiro, estavam inscritas nos centros de emprego 355.868 pessoas. Comparando com dezembro do ano passado há um aumento de 2,3%, ou seja, mais 7.909 inscritos. Em termos homólogos, verifica-se uma redução de 16,1%, o que corresponde a menos 68.491 pessoas.

Segundo uma nota do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social "é o menor aumento no mês de janeiro desde 2007", sendo que no início do ano passado, o país enfrentou uma das piores vagas da pandemia, com o regresso das restrições que foram implementadas em março de 2020. Historicamente, o número de desempregado tende a aumentar no início do ano depois do período de festas que proporciona a criação de emprego.

Made with Flourish
O desemprego jovem (pessoas com menos de 25 anos) registou um aumento em cadeia de 4,6%, com mais 1.661 jovens, mas "uma significativa recuperação face a janeiro de 2021, com menos 24,9% (-12.513 jovens)", refere a nota do gabinete de Ana Mendes Godinho.

Apenas Madeira escapa
Por regiões do país, o desemprego registado aumentou à exceção da Madeira que registou um ligeiro decréscimo face ao mês de dezembro. A região de Lisboa a Vale do Tejo foi a que teve maior acréscimo, comparando com dezembro.


Em termos homólogos, o número de desempregados inscritos diminuiu em todas as regiões, com destaque para as o Algarve (-23,7%) e a Madeira (-28,9%).

(Notícia atualizada às 10:50)
Ver comentários
Saber mais economia negócios e finanças emprego
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio