Justiça Tancos ganha novo arguido

Tancos ganha novo arguido

O Ministério Público anunciou esta quarta-feira que o Chefe da Secção de Informações e Investigação Criminal à data do furto foi constituído arguido.
Tancos ganha novo arguido
Sábado 24 de abril de 2019 às 21:01

O processo relativo ao furto das armas e a sua descoberta na Chamusca tem mais um arguido: trata-se do Chefe da Secção de Informações e Investigação Criminal à data do furto, que é suspeito de crimes de associação criminosa, denegação de justiça e prevaricação e de falsificação de documento.

A notícia foi revelada esta quarta-feira pelo Ministério Público. "O Ministério Público submeteu, esta terça-feira, a interrogatório judicial um arguido por factos praticados enquanto Chefe da Secção de Informações e Investigação Criminal, no âmbito do inquérito em que se investigam as circunstâncias em que ocorreu o furto de material de guerra no Paiol de Tancos", lê-se no comunicado emitido pelo MP.


O tenente coronel Luís Sequeira foi ouvido em primeiro interrogatório na terça-feira e saiu em liberdade. Ficou suspenso de funções militares e proibido de se ausentar do país.

A investigação sobre Tancos tem até ao momento 21 arguidos.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI