Política Monetária Trump lembra que “Obama tinha juros zero” e admite que “talvez” se arrependa da nomeação de Powell

Trump lembra que “Obama tinha juros zero” e admite que “talvez” se arrependa da nomeação de Powell

O presidente dos Estados Unidos voltou a atacar a Fed e o seu presidente, Jerome Powell, admitindo, pela primeira vez, que "talvez" se arrependa de o ter nomeado para o cargo.
Trump lembra que “Obama tinha juros zero” e admite que “talvez” se arrependa da nomeação de Powell
Reuters
Rita Faria 24 de outubro de 2018 às 12:48

A Reserva Federal dos Estados Unidos e o seu líder, Jerome Powell, voltaram a ser os alvos do presidente norte-americano que, numa entrevista ao The Wall Street Journal, publicada esta quarta-feira, acusou o banco central de colocar a economia dos Estados Unidos em perigo com a sua subida gradual dos juros.

"Só digo isto: estou muito insatisfeito com a Fed porque Obama tinha juros zero", afirmou Trump, na entrevista. "Sempre que fazemos alguma coisa fantástica, ele sobe os juros", criticou, referindo-se ao presidente da Fed, que lidera a autoridade monetária desde Fevereiro.

A Reserva Federal já decretou três aumentos dos juros em 2018, e espera-se que anuncie um quarto até ao final do ano, que deverá colocar a taxa directora no intervalo entre 2,25% e 2,5%.

"Quase que parece que ele fica feliz a subir os juros", atirou o líder da Casa Branca.

Apesar dos ataques cerrados que dirige à Fed, Trump reconheceu que o banco central é tradicionalmente independente da influência política. Quanto ao desempenho económico dos Estados Unidos, não evitou retratá-lo como uma espécie de competição entre si e o antigo presidente Barack Obama.

"Como raio é que se compete com isso? Obama – lembrem-se disto, é muito importante – Obama tinha juros zero", sublinhou, em declarações ao The Wall Street Journal, citadas pela CNBC.

Questionado sobre se se arrepende de ter nomeado Powell para a liderança da Fed, Trump admitiu, pela primeira vez, que talvez se arrependa.

"É muito cedo para dizer, mas talvez", respondeu.

Esta é, pelo menos, a quarta vez este mês que Donald Trump acusa publicamente a Reserva Federal de colocarem risco o crescimento da economia dos Estados Unidos, com as suas opções de política monetária.

Há uma semana, em entrevista à Fox News o líder da Casa Branca disse mesmo que a Fed é a "sua maior ameaça", estando a subir os juros "demasiado rápido".

Dias antes, depois do maior sell-off nas acções americanas desde Fevereiro, Trump atribuiu a responsabilidade daquele movimento nos mercados não à guerra comercial com a China, mas à subida dos juros pela Fed que, a seu ver, "ficou louca".

"A Fed está a cometer um erro. Eles são tão tacanhos. Penso que a Fed ficou louca", declarou Trump, aos jornalistas na Pensilvânia.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI