Política Braga, Porto e Lisboa com menor abstenção. Açores com a maior

Braga, Porto e Lisboa com menor abstenção. Açores com a maior

A maior taxa de participação nas eleições legislativas deste ano registou-se em Braga, seguindo-se o Porto e Lisboa. Já nos Açores apenas 36,5% dos eleitores foram às urnas.
Braga, Porto e Lisboa com menor abstenção. Açores com a maior
Lusa
Tiago Varzim 07 de outubro de 2019 às 19:03

O direito de votar foi exercido apenas por 55,5% dos eleitores em território nacional, o que se traduziu na maior taxa de abstenção (45,5%) nacional desde que há democracia em Portugal. Contudo, há grandes divergências entre os 20 círculos eleitorais. 

O distrito de Braga - o terceiro maior círculo eleitoral (elege 19 deputados) - foi o que mais respondeu ao apelo ao voto: 59,8% dos eleitores foram votar (40,2% de abstenção), 4,3 pontos percentuais acima da média nacional. Dentro do distrito de Braga foi no concelho de Barcelos, onde há o maior número (61) de freguesias no país, que se registou a maior taxa de participação (63%).

Segue-se o distrito do Porto - o segundo maior círculo eleitoral (elege 20 deputados) - com uma taxa de participação de 58,6% (41,4% de abstenção), 3,1 pontos percentuais acima da média nacional. No concelho do Porto, a taxa de participação foi de 61,6%. 

Em terceiro lugar surge o distrito de Lisboa - o maior círculo eleitoral (elege 48 deputados) - com uma taxa de participação de 57,3% (42,7% de abstenção), 1,8 pontos percentuais acima da média nacional. Este pódio de distritos onde mais se votou confirma a ideia de que é nos centros urbanos onde os eleitores vão mais às urnas.

Todos os restantes 17 círculos eleitorais registaram taxas de participação inferiores à média nacional de 55,5% ou, dito de outra forma, taxas de abstenção acima da média nacional de 45,5%.

No entanto, também há exceções à regra de que é nos centros urbanos que mais se vota. Castelo Branco (elege 4 deputados), distrito da Beira Baixa, regista a quarta maior taxa de participação (55%), mesmo estando no interior do país. Este distrito tem o concelho com a maior taxa de participação de todos, o concelho de Vila de Rei, onde a afluência às urnas foi de 69,6% (30,4% de abstenção).

Por outro lado, Setúbal, que é o quarto maior círculo eleitoral (elege 18 deputados), registou uma taxa de participação de 53,6%, longe das taxas de outros três distritos mais populosos.

Na cauda deste indicador estão os Açores onde a taxa de participação foi de apenas 36,5%, o que corresponde a uma taxa de abstenção de 63,5%. Foi também no arquipélago que pela primeira vez desde 1975 houve abstenção superior a 68% num concelho: aconteceu na Ribeira Grande e em Vila Franca do Campo. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI