Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CDS vai propor novo regime de teletrabalho

O partido quer introduzir no código laboral um novo regime: o smartworking. A proposta passa por permitir trabalhar a partir de casa de modo parcial.

Bruno Simão/Negócios
Negócios 06 de Setembro de 2018 às 09:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O CDS quer promover a conciliação entre a vida profissional e a familiar. Para tal, vai introduzir medidas no seu programa eleitoral para alargar o actual regime de teletrabalho. Segundo a edição do Público desta quinta-feira, 6 de Setembro, os centristas querem criar o smartworking.

Este sistema permitiria que o trabalho a partir de casa pudesse ser usado de forma mais flexível e por mais trabalhadores, como explicou ao jornal o vice-presidente do partido, Adolfo Mesquita Nunes. "Há uma enorme rigidez no regime do trabalho a partir de casa", comentou o centrista, que também é o responsável pela coordenação do programa eleitoral.

Para avançar com esta ideia, o CDS propõe alterações ao código laboral. Um passo que vai no mesmo caminho da "nova tendência no seio da União Europeia de garantir legislação que acompanhe os desafios laborais relacionados com a introdução de novas tecnologias", sustentou Adolfo Mesquita Nunes, dando o exemplo do recente caso em Itália da regulação do "lavoro agile".

Por estas razões, o programa eleitoral dos centristas vai defender "a distinção entre teletrabalho tradicional (à distância a tempo inteiro) e o trabalho a partir de casa de forma parcial (smartworking) […] para a execução de projectos ou para coincidir com o período de férias", exemplificou.

Ver comentários
Saber mais CDS Adolfo Mesquita Nunes política trabalho
Mais lidas
Outras Notícias