A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Jerónimo de Sousa ameaça chumbar Orçamento do Estado para 2021

O líder do PCP avisa António Costa que “este é o momento de opções” em matéria de Orçamento e acusa Marcelo de ter “uma visão um bocado elástica da Constituição” e de ser “mais um Presidente dos poderosos que dos trabalhadores".

A carregar o vídeo ...
António Larguesa alarguesa@negocios.pt 23 de Setembro de 2020 às 08:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

O PCP ainda não conhece o conteúdo da proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2021, que o Governo socialista quer aprovar no Parlamento com os votos dos partidos da esquerda, mas Jerónimo de Sousa deixa desde já um aviso "claro" ao primeiro-ministro, António Costa: "este é o momento de opções".

 

"[Se] esse OE tiver como conteúdo a repetição do mais do mesmo, o benefício para os mesmo do costume e o prejuízo para quem trabalha ou para quem trabalhou e para a maioria dos pequenos e médios empresarios, então pergunto como podem exigir do PCP um voto a favor de um documento que reflita opções de classe, opções do lado dos poderosos", adverte o secretário-geral comunista.

 
António Costa deixou no ar o fantasma de uma crise política caso não haja acordo com Bloco de Esquerda e PCP sobre o OE 2021, mas os portugueses nem querem ouvir falar nesse cenário de demissão, de acordo com uma sondagem da Intercampus para o Negócios e CMTV. Se falhar à esquerda, o governante deve tentar a aprovação do documento com o PSD, liderado por Rui Rio.

Em entrevista à Antena 1, Jerónimo de Sousa acusa ainda Marcelo Rebelo de Sousa de ter "uma visão um bocado elástica da Constituição" em matérias como a legislação laboral. Por "opção política e ideológica", o Presidente da República nem sempre foi "capaz de dar corpo, substância e realização [ao] princípio de cumprimento da Constituição" e "foi mais um Presidente dos poderosos do que dos trabalhadores".

 

Marcelo Rebelo de Sousa foi mais um Presidente dos poderosos do que dos trabalhadores.  Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP




Jerónimo de Sousa: Marcelo tem sido o Presidente dos poderosos
A carregar o vídeo ...
Jerónimo de Sousa acusa Marcelo Rebelo de Sousa de ter sido o Presidente dos poderosos e de ter uma visão elástica da Constituição. Em entrevista à Antena 1, o secretário-geral do PCP diz que o PR nem sempre foi capaz de defender e fazer cumprir a Constituição. Foi o presidente dos poderosos, mais do que o Presidente de todos os portugueses, designadamente dos trabalhadores.
Antes das eleições para Belém, agendadas para o início do próximo ano, o partido vai ainda reunir-se em congresso para escolher o novo Comité Central, que pode ser também uma oportunidade para mudar a liderança. No cargo desde 2004, Jerónimo não abre o jogo e diz apenas que "ou sai, ou fica ou fica mais um tempinho". Elogia o candidato presidencial João Ferreira e garante nesta entrevista que "não existe um problema de gerações" no PCP.
Ver comentários
Saber mais política jerónimo de sousa pcp orçamento do estado Presidente da República marcelo rebelo de sousa eleições joão ferreira
Mais lidas
Outras Notícias