Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Marques Mendes: "Na prática", Morais Sarmento deixou de apoiar Rio

O presidente do PSD perdeu o apoio de alguns nomes de peso dentro do partido, sendo o caso mais emblemático o de Nuno Morais Sarmento, considera Luís Marques Mendes no seu habitual espaço de comentário na SIC transmitido este domingo.

Pedro Catarino
Negócios 21 de Novembro de 2021 às 21:28
  • Partilhar artigo
  • 12
  • ...
Sem especular sobre quem leva vantagem na disputa pela liderança do PSD, Luís Marques Mendes indicou este domingo que os sinais mais recentes favorecem Paulo Rangel.

E o comentador e antigo presidente dos sociais-democratas refere a perda de apoios de Rui Rio, quer ao nível de algumas distritais, quer por parte de alguns nomes de peso dentro do partido.

A distrital do Porto, a maior do país em número de militantes, "decidiu por unanimidade apoiar Paulo Rangel". "A novidade é que no passado esta distrital esteve sempre com Rui Rio. Agora, mudou para Rangel. O mesmo já tinha sucedido com outras (caso da Guarda). Mudaram para Rangel", nota Marques Mendes.

Mais. "Há várias personalidades de referência do partido que no passado apoiaram Rio e agora ou apoiam Rangel ou ficam neutrais", sublinha.

"
Amândio de Azevedo, um fundador do PSD e amigo de Sá Carneiro, apoia agora Rangel, quando antes sempre apoiou Rio; Francisco Pinto Balsemão, Manuela Ferreira Leite, Nuno Morais Sarmento – antes apoiaram Rio, agora deixam de o apoiar, ficando neutrais", exemplifica.

Aqui, Marques Mendes destaca em particular Morais Sarmento. "
O caso mais emblemático é mesmo Nuno Morais Sarmento. É actual vice-presidente de Rui Rio. o vice-presidente mais político de todos. Foi sempre seu apoiante. Decidiu ficar neutral. Na prática, decidiu não apoiar Rio", conclui.

Dito isto, "n
inguém sabe quem vai ganhar. Não há sondagens aos militantes do PSD. Pode ganhar Rio. Pode ganhar Rangel. Mas nos últimos dias houve sinais negativos para Rui Rio e sinais favoráveis a Paulo Rangel", afirma.


Marques Mendes considera ainda que a campanha tem sido "morna", o que atribui em parte à falta de debates. Ainda assim, ressalva, "não é uma campanha que prejudique a imagem do PSD. Bem pelo contrário. Dá-lhe visibilidade e protagonismo. O PSD não está a perder com esta campanha".
Ver comentários
Saber mais Luís Marques Mendes Nuno Morais Sarmento Paulo Rangel Rui Rio PSD política
Outras Notícias