Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Nuno Melo: "António Costa está convencido que venceu as eleições"

Apesar de acusar o líder do PS de estar "convencido que venceu as eleições", o eurodeputado centrista garante que os partidos da coligação está "completamente disponível para todas as conversações, não esta é disponível para perpetuar encenações".

Sara Matos/Negócios
David Santiago dsantiago@negocios.pt 14 de Outubro de 2015 às 18:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • 34
  • ...

"Não tenciono ter mais nenhuma reunião", disse Passos Coelho esta quarta-feira, 14 de Outubro, rejeitando voltar a encontrar-se com a delegação socialista em nova tentativa para encontrar um consenso que permita viabilizar um Executivo PSD/CDS.

 

Mas depois de Marco António Costa já ter evidenciado a disponibilidade da coligação para um novo encontro, desde que o PS apresente propostas concretas, também Nuno Melo sinaliza essa mesma possibilidade.

 

Em declarações proferidas na residência oficial do primeiro-ministro, no âmbito da preparação do Conselho Europeu de amanhã, o eurodeputado pelo CDS garantiu aos jornalistas que tanto o PSD como o CDS estão "completamente disponíveis para todas as conversações", mas sublinhou que a coligação "não está é disponível para perpetuar encenações".

 

Nuno Melo também criticou duramente aquele que tem sido o comportamento do secretário-geral socialista nos últimos dias. "António Costa está convencido que venceu as eleições", atirou, já depois de realçar que "quem ganhou as eleições foi a coligação, não foi o PS".

 

"Seria suposto que quando o PS negoceia com a coligação, o fizesse de boa fé", acrescentou o dirigente centrista que esperava que os socialistas apresentassem "respostas" e dissessem "de que é que estão à espera para validar um acordo politico à sua direita".

 

As críticas de Nuno Melo estenderam-se também à restante esquerda, nomeadamente ao BE, mas sem perder António Costa de mira. Melo notou não ser normal que a porta-voz bloquista, Catarina Martins, "insulte mais de 2 milhões de portugueses" ao dizer, à saída de uma reunião com o líder socialista, que o Governo de Passos Coelho e Paulo Portas acabou. Nuno Melo lamenta ainda que António Costa tenha ficado calado.

 

A porta para o diálogo com o PS mantém-se aberta, salvaguarda Nuno Melo que, ainda assim, reitera que "não é normal que António Costa se comporte como se tivesse vencido". 

Ver comentários
Saber mais Nuno Melo CDS Passos Coelho Marco António Costa Conselho Europeu PSD PS António Costa BE
Mais lidas
Outras Notícias