Política PAN repudia declarações de ex-representante: "Que venha uma praga que limpe esta gente"

PAN repudia declarações de ex-representante: "Que venha uma praga que limpe esta gente"

Georgina identifica-se como responsável pelo Conselho Local do Porto do PAN no Facebook. Mas o PAN garante que nem é filiada no mesmo.
PAN repudia declarações de ex-representante: "Que venha uma praga que limpe esta gente"
João Miguel Rodrigues
Sábado 15 de setembro de 2019 às 18:51
A publicação começou a ser divulgada via redes sociais. Georgina Figueiredo Guarani-Kaiowá escreveu na sua página pessoal de Facebook que "há gente a mais neste planeta" e que a maioria "não vale os recursos que consome", concluindo com o desejo de que "que venha uma praga que limpe esta merda de gente".

Na sua página desta rede social, a mulher declara-se como "presidente na empresa Conselho Local do Porto do PAN". O partido de André Silva respondeu à SÁBADO que a mesma não é filiada no partido e que repudia esta mensagem divulgada.

"Pensamento do dia: há gente a mais neste planeta. A maior parte desta não vale os recursos que consome. Cada vez mais tenho nojo destes semelhantes em espécie com que me vou cruzando e sou obrigada a partilhar o ar que respiro. Que venha uma praga que limpe esta merda de gente. Dixit", pode ler-se na publicação original, feita este domingo, 15, de manhã.



A publicação somou centenas de comentários - na sua maioria a criticar as declarações - e mais de 100 partilhas. Mais tarde a mulher foi ao Facebook publicar uma nova mensagem: "Pois fui agora alertada para o zum-zum que está a provocar o meu post anterior. Instalaram a barraca no meu post e vai daí toca a malhar, extrapolando para o PAN os insultos. Esclarecimento depois do pensamento do dia: esta página é pessoal, minha! E nela escrevo o que eu quero e sinto. Não sou filiada do PAN, logo não ocupo nenhum lugar no PAN" - mesmo que o afirme na biografia que colou na rede social.

A assessoria do PAN afirma que Georgina Figueiredo Guarani-Kaiowá "não pertence a nenhuma estrutura do PAN, não é filiada do partido, nem é verdade que esteja envolvida com a Concelhia do Porto ou com a Comissão Política Nacional", como afirma no seu Facebook (e desmente na segunda publicação). 

Mas Georgina já esteve envolvida com a concelhia do Porto pelo PAN, relata ainda o partido no comunicado oficial. "Esteve envolvida com esta concelhia entre 2011 e 2015 altura em que cessou a sua colaboração por divergências profundas de posições com a orientação política do PAN", explica o partido que é representado na Assembleia da República por André Silva, o seu líder.
E essas divergências continuam de tal forma que o partido veio a público dizer que "repudia integralmente as afirmações escritas no perfil pessoal de Facebook desta pessoa uma vez que estão no extremo oposto dos valores defendidos pelo partido que se orienta pelos princípios da não violência, da empatia, da não discriminação, da cooperação, do diálogo e do respeito entre todos".

O PAN é candidato às eleições legislativas do próximo dia 6 de outubro e as sondagens têm sido bastante favoráveis ao partido.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI