Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PCP pede respostas aos problemas para lá da perspectiva dos ministros

O PCP defendeu que "o que é determinante é a política do Governo", mais do que a "perspectiva pessoal de cada ministro", em reacção à terceira e maior remodelação governamental anunciada.

# Porque Sobe - Os principais critérios que servem de base à pontuação final não sofreram alterações em relação ao ano passado, mas Jerónimo de Sousa subiu três posições no 'ranking' dos Mais Poderosos. O secretário-geral do PCP continua a ser um dos principais responsáveis pela viabilização da actual solução governativa, que poucos acreditavam que durasse tanto tempo. A forte ligação do PCP ao movimento sindical, em particular a CGTP, dá a este partido um poder que os outros não têm.
Lusa 14 de Outubro de 2018 às 14:21
  • Partilhar artigo
  • ...

"Para o PCP, para lá do papel que a partir da perspectiva pessoal de cada ministro e de como ela se traduz nas respectivas pastas ministeriais, o que é determinante é a política do Governo", lê-se numa nota dos comunistas, na qual sublinham tratar-se de uma "estrita decisão do primeiro-ministro".

O elenco do actual executivo socialista foi remodelado, envolvendo quatro ministérios, com a substituição, na Defesa, de Azeredo Lopes por João Gomes Cravinho, e na Economia, de Manuel Caldeira Cabral por Pedro Siza Vieira.

O chefe do Governo propôs ainda as mudanças do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, substituído por Marta Temido, e do ministro da Cultura, pasta em que Graça Fonseca sucede a Luís Filipe Castro Mendes - nomeações já aceites pelo Presidente da República.

"Com ou sem remodelação, o que verdadeiramente importa é que a política do governo responda aos problemas que estão colocados ao país. Resposta que continua, por opção do Governo e dos seus compromissos com o grande capital, com as orientações da União Europeia e do euro, a ser adiada em áreas decisivas de que são exemplo os direitos dos trabalhadores e legislação laboral, a afirmação do desenvolvimento soberano e uma efectiva valorização os serviços públicos", alerta o PCP.

Em termos de orgânica, o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, passa a ser ministro do Ambiente e da Transição Energética, com a inclusão da Secretaria de Estado da Energia na sua esfera de competências.

A Secretaria de Estado da Energia, desde a formação do atual Governo, esteve na área da Economia.

Ver comentários
Saber mais remodelação governo pcp jerónimo Sousa
Outras Notícias