Política Sondagem: CDS dispara com ambição de Cristas

Sondagem: CDS dispara com ambição de Cristas

Ainda longe das boas votações do passado, as intenções de voto do CDS subiram de forma acentuada no mês seguinte ao congresso em que a sua líder assumiu a ambição de ser o grande partido da direita portuguesa. A Aximage atribui 7% aos centristas, o número mais alto desde Setembro de 2014.
Sondagem: CDS dispara com ambição de Cristas
Lusa
Manuel Esteves 15 de abril de 2018 às 21:15
Assunção Cristas pediu e o barómetro da Aximage deu-lhe... um cheirinho desse pedido. Naquele que é o primeiro barómetro da Aximage publicado após o congresso, o CDS vê as suas intenções de voto passar de 5,4% para 7%, o valor mais alto desde Setembro de 2014. 

No congresso, Assunção Cristas assumiu a ambição de transformar o CDS no maior partido da direita em Portugal. Uma ambição sonhadora tendo em conta a enorme distância face ao PSD, mas que teve um reflexo imediato no barómetro da Aximage do mês seguinte. Aproveitando um recuo relevante das intenções de voto no PS e uma ligeira diminuição dos votos no PSD, o partido de Cristas regista uma subida de 1,6 pontos percentuais, a maior desde Abril de 2016.

O PS, pelo contrário, sofreu uma queda nas intenções de voto, ficando mais longe da ambicionada maioria absoluta. A Aximage atribui-lhe agora 38% dos votos, contra 39,2% em Março e os 42% verificados há um ano. Também o PSD desceu, mas apenas 0,3 pontos para 26,7%, mantendo-se ainda assim em níveis máximos desde o final de 2016.

Quanto aos partidos de esquerda que suportam o Governo de António Costa, pouco ou nada mudou no último mês. Segundo o barómetro da Aximage, o Bloco de Esquerda mantém-se como a terceira força política com 10% dos votos (igual ao score de Março), ao passo que o PCP sobe 0,3 pontos para 7,7%.

Ficha técnica

Universo: indivíduos inscritos nos cadernos eleitorais em Portugal com telefone fixo no lar ou possuidor de telemóvel.

Amostra: aleatória e estratificada (região, habitat, sexo, idade, escolaridade, actividade e voto legislativo) e representativa do universo e foi extraída de um sub-universo obtido de forma idêntica. A amostra teve 601 entrevistas efectivas: 290 a homens e 311 a mulheres; 57 no Interior Norte Centro, 82 no Litoral Norte, 106 na Área Metropolitana do Porto, 115 no Litoral Centro, 163 na Área Metropolitana de Lisboa e 78 no Sul e Ilhas; 98 em aldeias, 165 em vilas e 338 em cidades. A proporcionalidade pelas variáveis de estratificação é obtida após reequilibragem amostral.

Técnica: Entrevista telefónica por C.A.T.I., tendo o trabalho de campo de corrido nos dias 8 a 12 de Abril de 2018, com uma taxa de resposta de 72%..

Erro probabilístico: Para o total de uma amostra aleatória simples com 597 entrevistas, o desvio padrão máximo de uma proporção é 0,020 (ou seja, uma "margem de erro" - a 95% - de 4,00%).

Responsabilidade do estudo: Aximage Comunicação e Imagem Lda., sob a direcção técnica de Jorge de Sá e de João Queiroz.




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Quem são eles ? Há 4 dias

De quem é a Aximage ? Deve ter nomes e Donos, isto para tentar entender como se consegue chegar a estes números tão diferentes daquilo que se vê, que se apalpa, já que não se encontra ninguém que tenha contribuído nesta dita Sondagem, parece uma Miragem de Vontade.

Ciifrão Há 6 dias

A Cristas é simpática mas não passa disso, o partido precisa de mais pulso.

Anónimo Há 1 semana

A caminho de Belém eu vou, eu vou. Dei um pontapé no Portas e afundei de vez os submarinos, eu dei,eu dei. Dei um pontapé ao Passos, por não me acompanhar na minha megalomanía, eu dei, eu dei. Tenho muita fé em mim eu tenho, eu tenho e nos Boys que meti por onde passei, eu tenho, eu tenho. À maior!

F. Carvalho Há 1 semana

O CDS "dispara" mesmo?
Recordo que com 7% de intenções de voto o CDS é, melhor, continua a ser o 5º partido mais votado, depois do BE e do PCP!!!
Ou seja, hoje é capaz de precisar de dois (ou tr~es) taxis...

ver mais comentários
pub