Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CEO da Audi detido no caso das emissões de poluentes

Rupert Stadler foi detido esta segunda-feira pelas autoridades alemãs, no âmbito do caso dieselgate. Na semana passada, a casa deste responsável foi alvo de buscas.

Negócios jng@negocios.pt 18 de Junho de 2018 às 10:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
O presidente executivo da Audi, Rupert Stadler, foi detido esta segunda-feira, 18 de Junho, na Alemanha. A detenção surge numa altura em que decorre a investigação do caso das emissões de poluentes.

A Volkswagen, empresa-mãe da Audi, já confirmou a detenção. A procuradoria adiantou que o responsável foi detido por perigo de conluio, de acordo com a Bloomberg. Rupert Stadler representa assim a figura mais proeminente entre os detidos e os suspeitos neste caso, que remonta a 2015.

 

As autoridades justificam a detenção com o risco de contaminação de provas, segundo a agência de informação americana. 

 

A Bloomberg realça que a Volkswagen tem actualmente processos a decorrer em 55 países em todo o mundo. A empresa contabilizou mais de 27 mil milhões de euros para o pagamento de multas e outros custos associados a este processo. Só na semana passada acordado pagar uma coima de mil milhões de euros, imposta pelas autoridades alemãs.


Em causa está o caso de manipulação de dados das emissões de poluentes por parte do grupo Volkswagen, em 2015. Este escândalo, que levou o antigo CEO a ser acusado de fraude, já custou cerca de 25 mil milhões de euros à construtora alemã em processos na justiça e reparação de viaturas. O grupo reconheceu que equipou 11 milhões dos seus veículos ‘diesel’ com 'software' que falsificava os resultados dos testes de poluição e ocultava as emissões de óxidos de nitrogénio superiores a 40 vezes os padrões permitidos.
Ver comentários
Saber mais Rupert Stadler Audi Volkswagen
Mais lidas
Outras Notícias