Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Grupo Volkswagen e BMW multados em 875 milhões por Bruxelas

A Comissão Europeia aplicou multas de 875 milhões aos dois grupos alemães por colusão no adiamento de introdução de uma tecnologia de limitação de emissões poluentes. Daimler escapou às sanções por ter reportado o cartel.

Paulo Duarte
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 08 de Julho de 2021 às 11:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A Comissão Europeia aplicou multas num total de 875 milhões de euros às fabricantes automóveis alemãs Volkswagen e BMW por terem acordado não competir entre si na introdução de uma tecnologia que permitia reduzir as emissões poluentes dos veículos, indica Bruxelas num comunicado divulgado esta quinta-feira, 8 de julho.

Em causa está o adiamento do lançamento da tecnologia AdBlue, que permitia a redução das emissões poluentes dos veículos para além dos limites impostos pelos regulamentos europeus. A também alemã Daimler, casa-mãe da Mercedes-Benz, participou no cartel, mas ficou isenta das sanções de Bruxelas por ter sido a primeira a reportar o caso às autoridades europeias.

Em comunicado, a vice-presidente da Comissão e comissária com a pasta da Concorrência indica que "foi tomada uma decisão contra cinco fabricantes automóveis - Daimler, BMW, bem como Volkswagen, Audi e Porsche, que integram o Grupo Volkswagen". 

Margrethe Vestager revela que a multa total imposta por Bruxelas ascende a 875 milhões de euros e que em causa está o facto de estes fabricantes terem "ilegalmente agido em conluio para limitar a concorrência na área da tecnologia de redução de emissões para veículos a diesel".

A comissária nota que "esta é a primeira vez que a Comissão considera cooperação ilegal em elementos técnicos, em vez de fixação de preços ou repartição de mercado, constitui um comportamento de cartelização". 

De acordo com o comunicado, todas as fabricantes reconheceram a participação no cartel e concordaram em chegar a um acordo. Assim, as empresas comprometem-se a não contestar a decisão da Comissão. "A Daimler revelou à Comissão a existência do cartel e, assim, obteve imunidade total das multas", indica ainda o documento.

Todas as fabricantes poderão, no entanto, ser alvo de processos por parte dos consumidores afetados, que poderão exigir indemnizações.


Volkswagen multada em 502 milhões, BMW em 373 milhões

O Grupo Volkswagen foi condenado ao pagamento de 502,4 milhões de euros em multas, enquanto a BMW terá de pagar cerca de 372,8 milhões.

A Daimler teria de pagar uma multa de 727 milhões de euros, que acabou por ser perdoada tendo em conta o facto de ter revelado a existência do cartel.

Já o Grupo Volkswagen deveria pagar uma multa inicialmente fixada em 1.116,4 milhões de euros, mas viu o valor reduzido em 45% por ter sido a segunda empresa a colaborar na investigação.

Quanto à BMW, a multa inicial ascendia a 364,2 milhões de euros. A fabricante tinha provisionado um valor bem mais elevado para este processo, no valor de 1.400 milhões de euros, mas em maio inverteu a sua estratégia de contestar as acusações e optou por chegar a acordo com Bruxelas, assinala a Bloomberg.

A Comissão decidiu aplicar uma redução de 10% ao montante das coimas de todos os fabricantes.

Ações reagem em queda

As ações das três fabricantes caíram após ser conhecida a decisão de Bruxelas.

Os títulos da Volkswagen recuavam 2,52%, enquanto os da BMW perdiam 1,91%. Já as ações da Daimler recuavam 2,80%.



Ver comentários
Saber mais Daimler Volkswagen e BMW Bruxelas Comissão Europeia Grupo Volkswagen automóvel multas cartel
Outras Notícias