Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Veja quais as marcas que mais carros venderam em Portugal em agosto

As vendas de ligeiros de passageiros em Portugal em agosto foram quase idênticas às registadas em igual mês do ano passado. Mas se algumas marcas aumentaram o número de carros vendidos, outras continuam a sofrer pesadas quedas. Veja quais são as vencedoras e as perdedoras.

1.º Renault

1.º Renault
A marca francesa vendeu 1.659 automóveis em agosto, uma subida de 56,1% face a igual mês de 2019. E mantém a liderança nos primeiros oito meses do ano, apesar de uma quebra nas vendas de mais de 46%.

2.º Peugeot

2.º Peugeot
A "marca do leão" subiu as vendas em agosto em 9,5%, para 1.452 veículos. E consolidou a vice-liderança no mercado português, mesmo tendo sofrido um decréscimo de 39,7% nos primeiros oito meses do ano.

3.º Mercedes-Benz

3.º Mercedes-Benz
A marca alemã voltou a mostrar-se resiliente em agosto e aumentou as vendas em 16,4%, para 1.422 unidades, ficando a apenas 30 automóveis de igualar a Peugeot. Desde o início do ano, as vendas da Mercedes caíram 20,4%.

4.º BMW

4.º BMW
A fabricante bávara fechou agosto com uma subida marginal nas vendas face a igual mês do ano passado. Os 842 automóveis vendidos superam em cinco unidades os número de há um ano. No acumulado do ano, a BMW regista uma quebra de 32,6%.

5.º Citroën

5.º Citroën
A Citroën sofreu um decréscimo homólogo de 24,6% nas vendas em agosto, para 636 unidades. A marca francesa viu as suas vendas caírem para quase metade (-49,7%) nos primeiros oito meses do ano.

6.º Volkswagen

6.º Volkswagen
A Volkswagen fechou agosto com 625 automóveis vendidos, menos 19,1% do que um ano antes. As vendas da marca de Wolfsburgo recuam 43,3% nos primeiros oito meses do ano.

7.º Nissan

7.º Nissan
A marca nipónica aumentou as vendas em agosto em 3,3% face a igual mês de 2019, alcançando as 562 viaturas vendidas. Em termos acumulados, contudo, a quebra em 2020 cifra-se em 31,4%.

8.º Hyundai

8.º Hyundai
A Hyundai disparou as vendas em agosto em 74,4% face ao período homólogo. As 561 unidades superam em 240 os números de agosto de 2019 e ficam a apenas um veículo da Nissan. Entre janeiro e agosto as vendas da marca cedem 20,1%.

9.º Fiat

9.º Fiat
A marca italiana vendeu 557 automóveis em agosto, apenas menos sete, ou 1,2%, do que um ano antes. Já em termos acumulados, 2020 está a ser um ano negro para a Fiat em Portugal, com uma quebra de 63,2%.

10.º Ford

10.º Ford
A Ford fechou agosto com 544 veículos vendidos, menos 10, ou 1,8%, do que em igual mês de 2019. Já nos primeiros oito meses do ano a marca sofreu um decréscimo de 36,1%.

11.º Toyota

11.º Toyota
A marca japonesa registou um decréscimo de 11,8% nas vendas de agosto, para 523 carros. Entre janeiro e agosto, as vendas da Toyota recuam 37,8% face a igual período de 2019.

12.º Seat

12.º Seat
A Seat viu as vendas de agosto encolherem em 8%, para 482 veículos. A marca do grupo Volkswagen regista um declínio de 42,9% no número de automóveis vendidos nos primeiros oito meses do ano.

13.º Volvo

13.º Volvo
A marca sueca registou em agosto o seu melhor mês de sempre em vendas no mercado português. Os 364 automóveis vendidos superam em 29,5% os números de um ano antes. Em termos acumulados em 2020, a Volvo apresenta uma queda de 30,9% nas vendas.

14.º Dacia

14.º Dacia
A Dacia registou uma quebra homóloga de 25,2% nas vendas em agosto, para 348 unidades. Nos primeiros oito meses do ano, a marca acumula um decréscimo de 31,7% nos veículos vendidos.

15.º Kia

15.º Kia
A Kia vendeu 295 unidades em agosto, uma descida homóloga de 20,3%. Nos primeiros oito meses do ano, a marca sofreu uma quebra de 42,3%.

16.º Opel

16.º Opel
A marca alemã registou uma quebra acentuada de 40,8% nas vendas em agosto, para 279 veículos. E em termos acumulados o ano de 2020 está a ser ainda pior, com as vendas a afundarem 61,6%.

17.º Audi

17.º Audi
A Audi vendeu 202 automóveis em agosto, uma quebra de 31,5%. Já nos primeiros oito meses do ano as vendas da marca alemã cedem 35,3% face a igual período do ano passado.

18.º Skoda

18.º Skoda
A Skoda vendeu 148 veículos em agosto, apenas menos seis do que um ano antes. Mas, em termos acumulados, a marca contabiliza uma quebra de 29,8% nas vendas em Portugal.

19.º Tesla

19.º Tesla
A marca liderada por Elon Musk vendeu 133 automóveis em agosto, duplicando as 66 unidades vendidas em igual mês de 2019. Ainda assim, as vendas da Tesla até agosto encontram-se 35,1% abaixo do período homólogo.

20.º Mini

20.º Mini
A Mini fechou agosto com 127 unidades vendidas, menos 10 do que em igual mês de 2019. A marca acumula uma quebra de 36,8% nas vendas dos primeiros oito meses.
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 06 de Setembro de 2020 às 12:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...
Após vários meses com fortes quedas devido ao impacto da pandemia da covid-19, o mercado de automóveis ligeiros de passageiros em Portugal regressou em agosto aos níveis de um ano antes. As 12.417 viaturas vendidas são apenas menos 18, ou 0,1%, do que os números de agosto de 2019.

Esta recuperação, contudo, não foi comum a todas as marcas. Entre as 20 fabricantes que mais veículos venderam no mercado nacional há um pouco de tudo: subidas expressivas, estabiliação e quedas acentuadas.

Começando pelo topo. A líder Renault viu as vendas crescerem 56,1%, para 1.659 veículos. Isto representa quase mais 600 carros do que o registo de agosto do ano passado. A "eterna" campeã de vendas em Portugal acumula, ainda assim, uma queda de 46,2% nos primeiros oito meses do ano, acima do decréscimo de 42% observado nas vendas de ligeiros de passageiros.

A Peugeot manteve-se como segunda marca mais vendida embora com uma subida bem mais contida: 9,5%. A "marca do leão" mostra-se, no entanto, mais resiliente do que a rival francesa e acumula uma quebra de 39,7% até agosto.

A fechar o pódio mensal está a Mercedes-Benz. A marca alemã aumentou as vendas de agosto em 16,4%, ficando a escassos 30 veículos da Peugeot, e consolidou a terceira posição em termos acumulados em 2020, com um decréscimo de 20,4% nas vendas e um aumento da quota de mercado de 7,14% para 9,8%.

A também germânica BMW viu as vendas estabilizarem. Foram 842 automóveis vendidos, mais cinco do que em agosto de 2019. A fabricante bávara regista um recuo de 32,6% nas vendas até agosto, o que lhe permite passar da sexta para a quarta posição, ultrapassando a Citroën e a Fiat.

É exatamente a Citroën que ocupa o quinto posto em agosto. Com 636 carros vendidos a marca do grupo PSA, liderado por Carlos Tavares, viu as vendas cairem 24,6%. Pior é o desempenho acumulado no ano: uma quebra de 49,7%.

Entre as 20 marcas mais vendidas em agosto há ainda mais quatro fabricantes com subidas homólogas. A Nissan aumentou as vendas em 3,3%, o que se traduz em mais 18 veículos. Já a Hyundai apresentou uma subida de 74,8% e as 561 unidades vendidas ficam a apenas um carro do registo da Nissan. A Volvo viu as vendas crescerem 29,5%, para 364 carros, o melhor mês de sempre da marca sueca em Portugal. Mas a estrela do mês é a Tesla, que duplicou as vendas face a agosto do ano passado passando de 66 para 133 automóveis entregues.

Do lado dos perdedores há dois nomes que se destacam: a Opel registou uma quebra de 40,8% em agosto, passando da 11.ª para a 16.ª posição no ranking mensal e nos primeiros oito meses do ano as vendas caíram 61,6%; a Mitsubishi saiu mesmo do Top 20 mensal caindo do 18.º para o 24.º posto após uma queda de 55,4% para apenas 87 veículos vendidos em agosto.

Ainda no Top 10, a Fiat estancou a "hemorragia" dos meses mais recentes e viu as vendas em agosto caírem apenas 1,2%. No entanto, a marca italiana acumula uma quebra de 63,2% no ano.
Ver comentários
Saber mais Portugal Peugeot Citroën Fiat Nissan automóvel marcas agosto Renault Mercedes BMW Mitsubishi Opel Tesla Volvo Hyundai
Mais lidas
Outras Notícias