Automóvel Vendas de automóveis aceleram 25% em Agosto à boleia de novo regime de emissões

Vendas de automóveis aceleram 25% em Agosto à boleia de novo regime de emissões

As vendas totais de automóveis no mercado português aumentaram 25,4% em Agosto face a igual mês do ano passado. No mês passado foram vendidas 18.621 viaturas. Nos primeiros oito meses, as vendas cresceram 7,6%. A adopção do novo regime de emissões fez antecipar as compras de veículos, diz a ACAP.
Vendas de automóveis aceleram 25% em Agosto à boleia de novo regime de emissões
Bruno Simão
Pedro Curvelo 03 de setembro de 2018 às 18:08

As vendas totais de automóveis no mercado português aumentaram 25,4% em Agosto face a igual mês do ano passado, ascendendo a 18.621 unidades, indicou esta segunda-feira a Associação Automóvel de Portugal (ACAP), que justifica estes números com a "antecipação de compra de veículos ligeiros" devido à "transição para um novo ciclo de ensaios (WLTP) com impacto na medição das emissões de CO2".

A forte subida reflectiu-se principalmente no segmento de ligeiros, onde a subida homóloga foi de 26,1%, enquanto nos pesados a variação foi de apenas 1,8%.

Nos primeiros oito meses do ano o número de viaturas vendidas atingiu os 198.350, mais 7,6% do que em igual período de 2017.

Os ligeiros de passageiros, segmento com maior peso no mercado, regista uma subida acumulada de 8,4%, para os 169.827 veículos vendidos. Os ligeiros de mercadorias aumentaram as vendas em 3,9%, para 25.121 unidades. No segmento dos pesados, verifica-se uma queda acumulada de 2,4%.

Nos ligeiros de passageiros, algumas marcas registaram subidas muito expressivas em Agosto. É o caso da Renault, líder do mercado, que vendeu 2.486 veículos, mais do que duplicando (115,8%) os números de Agosto de 2017. Também a Fiat (+110,2%), Nissan (+84,8%), Hyundai (+76,8%) e Alfa Romeo (+154%) apresentaram fortes aumentos homólogos nas vendas.

O caso mais expressivo, contudo, é o da Jeep, que aumentou as vendas em 3.325%, mas a marca só em Setembro do ano passado passou a ser representada pelo FCA Group, o que fez aumentar a rede de concessionários e tem vindo a apresentar aumentos muito elevados nas vendas mensais em termos homólogos.

Entre Janeiro e Agosto, a Renault lidera o mercado de ligeiro de passageiros, com 25.026 unidades vendidas, mais 14,7% do que em igual período de 2017, o que lhe vale uma quota de mercado de 14,74%.

Seguem-se a Peugeot, com 16.502 veículos, mais 11,7% do que um ano antes, e a Fiat, com 11.555 unidades, um aumento de 22,7%, que ultrapassa a Mercedes-Benz, com 11.338 veículos, uma quebra de 1,2%.

WLTP fez vendas em Espanha dispararem 48,7%

Em Portugal, o Ministério das Finanças adoptou medidas para a implementação de um regime transitório que se iniciou a 1 de Setembro e que termina a 31 de Dezembro. O objectivo era que as novas medições de emissões não resultassem num agravamento fiscal e, consequentemente, nos preços de venda ao público. A eficácia da medida, contudo, divide os agentes no mercado.

Em Espanha, a adopção do protocolo WLTP, que aumenta em média os valores das emissões em cerca de 20 a 30%, originou uma verdadeira "corrida" aos automóveis. Segundo dados da Associação Espanhola de Fabricantes de Automóveis e Camiões (ANFAC) divulgados esta segunda-feira, as vendas totais de automóveis cresceram 48,7% em Agosto, superando as 100 mil unidades pela primeira vez desde 2006 e atingindo o valor mais alto em 20 anos: 107.692 veículos.

As maiores subidas homólogas registaram-se na compra de veículos por empresas, que cresceu 85,7%, e de companhias de "rent-a-car", cujas aquisições subiram 81,5%. No segmento dos particulares, o aumento cifrou-se em 27%.

Em termos acumulados, as vendas totais de automóveis em Espanha aumentaram 14,6%, ascendendo a 973.542 viaturas. A ANFAC estima que haja algum abrandamento nas vendas devido ao efeito de antecipação de compra de veículos por causa do WLTP, mas prevê que o crescimento nas vendas automóveis em 2018 seja de "pelo menos 10%".

(Notícia actualizada às 19:43 com dados sobre Espanha)




pub