Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Contas bancárias com comissão máxima de 4,38 euros já são mais de 100 mil

Um titular de uma conta de serviços mínimos bancários vai pagar no máximo 4,38 euros em comissões este ano, de acordo com o Banco de Portugal.

A carregar o vídeo ...
Negócios jng@negocios.pt 13 de Fevereiro de 2020 às 14:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

Os portugueses estão a reforçar a aposta em contas "low cost", que beneficiam de comissões mais reduzidas, referem os dados publicados esta quinta-feira, 13 de fevereiro, pelo Banco de Portugal.

 

Segundo o banco central, no final de 2019 existiam 103.628 contas de serviços mínimos bancários, o que representa um crescimento de 75,1% face a 2018 e de 31,6% relativamente ao primeiro semestre de 2019. 

 

As contas "low cost" arrancaram em 2014 e têm vindo a aumentar desde então, embora o crescimento mais acelerado tenha acontecido em 2019, ano marcado pelo aumento generalizado das comissões cobradas pelos bancos em Portugal.

 

A descida das taxas de juro para mínimos históricos levou os bancos a elevar o nível de comissões cobradas aos clientes, o que explicará este movimento de aposta nas contas de serviços mínimos bancários.

 

Só no ano passado foram abertas 47.587 contas de serviços mínimos bancários, "das quais 80,4% resultaram da conversão de uma conta de depósito à ordem existente na instituição de crédito (59,6% em 2018)", refere o Banco de Portugal. 

 

Numa nota sobre o tema, o Banco de Portugal explica como pode converter uma conta numa conta de serviços mínimos bancários e "pagar, no máximo, 4,38 euros por ano em comissões".

 

O banco central assinala que, pelos serviços mínimos bancários, as instituições de crédito não podem cobrar, por ano, mais de 1% do indexante dos apoios sociais, daí que as comissões estejam limitadas a 4,38 euros por ano.

 

"Se tem apenas uma conta à ordem, pode, sem qualquer custo, converter essa conta numa conta de serviços mínimos bancários", explica o Banco de Portugal, acrescentando que "se quiser manter a conta na mesma instituição de crédito, a conversão é direta".

 

Segundo o Banco de Portugal, o titular da conta de serviços mínimos bancários tem direito a um cartão de débito e a movimentar a conta através de caixas automáticos na União Europeia, através do homebanking e aos balcões da instituição. 

 

Além disso, tem direito a estes serviços sem custos adicionais:

- Depósitos e levantamentos, incluindo levantamentos ao balcão

- Pagamento de bens e serviços

- Débitos diretos

- Transferências para contas no mesmo banco

- Transferências para outros bancos através de caixas automáticos, sem restrição quanto ao número de operações que podem ser realizadas, e de homebanking, caso em que existe um máximo, por cada ano civil, de 24 transferências interbancárias nacionais e na União Europeia.



Neste link o Banco de Portugal mostra os dados completos sobre a evolução das contas de serviços mínimos bancários.

Ver comentários
Saber mais Contas bancárias comissões conta de serviços mínimos bancários conta low cost
Outras Notícias