Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Credit Suisse perde quase mil milhões de euros num só dia

Os analistas criticam a falta de detalhes da venda de produtos de capital garantido à Appolo Management. O banco está a braços dados com um plano de restruturação, estando no âmbito deste, a meio de um aumento de capital de cerca de 4 mil milhões de euros.

Reuters
Fábio Carvalho da Silva fabiosilva@negocios.pt 28 de Novembro de 2022 às 20:39

O Credit Suisse perdeu quase mil milhões de francos suíços em apenas uma sessão. O gigante de Zurique viu a capitalização bolsista cair de 10.328,24 milhões de francos suíços (10.497,2 milhões de euros ao câmbio atual) para 9.369,5 milhões de francos, uma queda de 957,85 milhões de francos suíços ( 974,42 milhões de euros).

O banco – que se encontra a meio de um plano de reestruturação – voltou a renovar mínimos históricos pela segunda sessão consecutiva, ao tocar os 2,97 francos suíços, tendo entretanto terminado o dia a aliviar, mas, ainda assim, com uma queda de 4,16% para 3,01 francos suíços,.

As ações já tombam há dez dias consecutivos, a pior sequência de perdas desde 2011, tendo só neste período desvalorizado 27%, Desde o início do ano, o banco liderado por Ulrich Koener já perdeu quase dois terços do seu valor em bolsa (-65,82%).

O desempenho em bolsa do Credit Suisse foi afetado pelas notícias de que a sua atividade "core", a gestão de riqueza, está a perder fundos e clientes para os adversários. Além disso, os títulos foram penalizados pelo facto de a venda de produtos financeiros de capital garantido à Apollo Global Management – no âmbito do plano de reestruturação – ter sido mal recebida pelos analistas, os quais criticam a falta de detalhes sobre este acordo.

Ainda no âmbito deste plano "estratégico", o banco está a levar a cabo um aumento de capital de 4 mil milhões de francos (4,06 mil milhões de euros), tendo uma primeira operação sido realizada para investidores institucionais, após a qual o Banco Nacional Saudita ficou com 9,9% do capital da instituição financeira Zurique como esperado.

Além disso, estão desta segunda-feira e até ao próximo dia 6 de dezembro, a ser negociados direitos de subscrição para os acionistas do banco que desejem comprar novas ações, de forma a completar o aumento capital. O banco espera angariar 2,24 mil milhões de francos suíços (2,27 mil milhões de euros), aproximadamente.

Ver comentários
Saber mais Credit Suisse economia negócios e finanças serviços financeiros mercado e câmbios bolsa macroeconomia mercado financeiro
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio