Banca & Finanças Horta Osório: "Parte da factura do Novo Banco será paga pelos portugueses"

Horta Osório: "Parte da factura do Novo Banco será paga pelos portugueses"

O presidente do Lloyds lembra que a participação da Caixa Geral de Depósitos no Fundo de Resolução vai ter custos para os portugueses.
Horta Osório: "Parte da factura do Novo Banco será paga pelos portugueses"
Elijah Nouvelage/Reuters
Pedro Curvelo 18 de maio de 2018 às 12:03

Uma parte dos custos com o Novo Banco vai ser paga pelos portugueses, uma vez que a Caixa Geral de Depósitos (CGD) participa no Fundo de Resolução, afirmou esta sexta-feira António Horta Osório, presidente do Lloyds.


Segundo Horta Osório, desde o início que esta realidade era evidente. "Parte da conta do Novo Banco vai ser paga pelos portugueses", disse o banqueiro, que falava à margem da conferência Money Conference, organizada pelo Dinheiro Vivo e TSF.


O Novo Banco, que resultou da separação do antigo BES, foi vendido em Outubro do ano passado à Lone Star, que ficou com uma posição de 75%, enquanto o Fundo de Resolução detém 25% do capital.

 




pub