JD Sports sobe lucros no semestre da fusão entre JD Sprinter e Sportzone

A JD Sports, que acordou com a Sonae a fusão entre a JD Sprinter e a Sportzone, aumentou os lucros entre o início do ano e o mês de Agosto. Contudo, reconhece que, para já, a fusão está a ter um impacto negativo nas contas.
Jornal de Negócios
pub
Ana Batalha Oliveira 11 de setembro de 2018 às 11:20

A JD Sports, a britânica que anunciou a fusão da subsidiária JD Sprinter com a portuguesa Sport Zone no início deste ano, teve um semestre positivo. Reconhece, contudo, o impacto da perda inicial que advém da fusão e que projecta que se agrave até ao final do ano, embora mostre confiança em futuros resultados.

A JD Sports regista lucros de 95,4 milhões de libras até ao dia 4 de Agosto de 2018, que compara aos 81,1 milhões do ano anterior.

Em termos operacionais, os ganhos foram de 123,9 milhões de libras, 20% acima dos 103,3 milhões do ano anterior, "na sequência de um excelente desempenho no segmento de moda de desporto", explica a marca em comunicado. O EBITDA também subiu, 26%, de 136,8 libras para 171,8 libras.

A empresa britânica reconhece que "os resultados na Península Ibérica foram, como antecipado, impactados por perdas iniciais no negócio da Sport Zone" e prevê mesmo que o registo negativo se prolongue até ao final do ano. A JD Sports escreve, contudo, acreditar que as medidas que estão a ser tomadas "vão deixar a Sport Zone melhor posicionada para entregar resultados positivos no futuro".

A JD informa que a equipa na Península Ibérica "vai continuar a trabalhar na integração da Sport Zone nas operações comerciais da Sprinter", a qual não estará completa até ao final de 2019, e já ditou alguma diluição das margens tendo em conta os encargos associados. Entretanto, a empresa já tem planeado para o próximo ano um investimento de 3,5 milhões de euros num armazém em Alicante, para acomodar stock adicional a ser vendido nas lojas da Sport Zone em Portugal.  

pub

O acordo para a fusão entre a Sport Zone e a britânica JD Sprinter foi concluído com sucesso no passado mês de Fevereiro, depois de a Direcção Geral da Concorrência da Comissão Europeia ter dado luz verde ao negócio, conforme informou a Sonae, num comunicado emitido à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Formou-se assim o Iberian Sports Retail Group, que junta as operações de quatro insígnias (Size?, JD, Sprinter e Sport Zone).


pub