Comércio BlackRock volta a ser accionista de referência da Jerónimo Martins

BlackRock volta a ser accionista de referência da Jerónimo Martins

A gestora de activos norte-americana tinha descido a posição no capital da Jerónimo Martins abaixo de 2%, tendo agora voltado a reforçar para passar a ter uma participação qualificada.
BlackRock volta a ser accionista de referência da Jerónimo Martins
Bloomberg
Negócios 27 de maio de 2016 às 17:50

A Jerónimo Martins anunciou esta sexta-feira que a BlackRock voltou a ser accionista de referência da cotada, depois de ter superado a fasquia dos 2% do capital.

 

Em comunicado, a entidade liderada por Pedro Soares dos Santos refere que a gestora de activos norte-americana informou ter passado a ter 2% do capital da Jerónimo Martins, depois de ter reforçado para 12.594.859 acções.

  

Este reforço acontece depois de a BlackRock, que também é accionista de referência de outras cotadas portuguesas, ter a 29 de Abril descido a posição na Jerónimo Martins abaixo dos 2%.   

 

A dono do Pingo Doce tem um reduzido número de accionistas de referência. A Sociedade Francisco Manuel dos Santos detém 56,1%, a Aberdeen Asset Managers e a Heerema Holding controlam 5% cada uma e o BNP Paribas Investment Partners detém 2,2%.

 

A BlackRock é assim o quinto maior accionista da Jerónimo Martins.




Marketing Automation certified by E-GOI