Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Primark lança-se no mercado de roupa em segunda mão

A retalhista anunciou uma parceria com a Vintage Wholesale Company para comercializar roupas vintage, com espaços próprios dentro de algumas lojas.

Paulo Duarte
Patrícia Naves patricianaves@negocios.pt 29 de Agosto de 2022 às 14:49
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

Numa altura em que a sustentabilidade, a crise energética e a luta contra o desperdício e poluição são temas incontornáveis na economia, muito se tem falado sobre o papel das retalhistas de "fast fashion", que produzem novas linhas de coleções em curtos períodos de tempo, incentivando ao consumo rápido e constante de roupa.

A Primark, uma das maiores e mais populares cadeias da Europa, é uma das retalhistas que tem apostado recentemente num maior investimento na sustentabilidade: em maio deste ano, a marca comprometeu-se a expandir em 80% o seu Programa de Algodão Sustentável, com o objetivo de promover uma agricultura mais sustentável até 2023 e utilizar algodão orgânico, reciclado ou proveniente do Programa Algodão Sustentável em todas as suas roupas, até 2027.

Agora, a cadeia anunciou uma parceria que vai permitir aos consumidores a oportunidade de comprar roupa vintage dentro das suas maiores lojas: com peças em segunda mão da marca Primark e também de outras marcas, da Levis à Nike, da Dr Martens à Tommy Hilfiger e Converse. É também possível encontrar roupas dos anos 70, 80 e 90, sem marca definida.

Segundo vários meios britânicos, é precisamente no Reino Unido que se desenrolará numa primeira fase esta novidade: as "flagship stores" de Birmingham e Manchester são as primeiras a receber estes espaços delimitados, com roupa vintage a preços acessíveis.

A nova linha, criada em parceria com a Vintage Wholesale Company, chama-se "WornWell" e segundo a Primark pretende garantir que as roupas sejam "amadas por mais tempo e mantidas em circulação", aproveitando também o claro crescimento do mercado de roupa em segunda mão.

 

Ver comentários
Saber mais Primark economia negócios e finanças bens de consumo vestuário agricultura e pescas economia (geral)
Outras Notícias