Desporto Presidente da Liga pretende introduzir tecnologias na próxima época

Presidente da Liga pretende introduzir tecnologias na próxima época

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) disse que as tecnologias que vão ser usadas na final da Taça da Liga, na próxima sexta-feira, poderão ser introduzidas na próxima época nas competições profissionais.
Presidente da Liga pretende introduzir tecnologias na próxima época
Reuters
Lusa 17 de maio de 2016 às 19:33

"Queremos fazer da Liga Portugal uma liga que esteja na vanguarda daquilo que é a defesa dos interesses mais altos das competições e, por isso, temos a pretensão de inserir já no próximo ano este tipo de novidades, nomeadamente os 5.º e 6.º árbitros e, se possível, o sistema de tecnologia de golo de baliza", disse Pedro Proença, esta terça-feira, na apresentação da final da prova, que se disputa na sexta-feira, em Coimbra, entre o Marítimo e o Benfica.

 

No jogo de sexta-feira entre Benfica, que assegurou esta semana o tricampeonato, e Marítimo, que repete a presença na final, depois de ter sido derrotado na época passada pelos 'encarnados', vai estar disponível o sistema de tecnologia de golo de baliza, que permite ao árbitro, em caso de dúvida, ser auxiliado na tomada de decisão se a bola passou ou não a linha de golo, e contará com a participação de dois árbitros adicionais.

 

"Queremos que seja um momento marcante para o futebol profissional e, por isso, vamos ter na final tudo o que de melhor existe em termos tecnológicos na defesa da verdade desportiva", frisou o presidente da LPFP.

 

Salientando que este é um momento de viragem no futebol profissional, Pedro Proença disse que a Taça da Liga é uma prova "amiga das tecnologias", que poderão ser introduzidas já na próxima época. "Tudo faremos para que isso aconteça", sublinhou o antigo árbitro internacional, referindo que a Liga não quer estar de fora das novas tendências tecnológicas.

 

Segundo Pedro Proença, a Liga tem sabido posicionar-se relativamente às boas práticas internacionais, "não só pelo passado desportivo, mas porque verdadeiramente acredita que só assim conseguirá fazer a defesa dos valores" da verdade desportiva.

 

O presidente da Liga anunciou ainda que, a partir da próxima época, os clubes profissionais vão receber na íntegra todas as verbas que os regulamentos estipulam, depois de na actual época parte das verbas que lhes eram destinadas terem sido canalizadas para a reestruturação da dívida do organismo que tutela o futebol profissional.

 

O jogo da final da Taça da Liga disputa-se pelas 19:45 de sexta-feira no Estádio Cidade de Coimbra, com arbitragem de Fábio Veríssimo, jogo que deverá ter lotação esgotada, de acordo com Pedro Proença.

 

Na sessão de apresentação da prova, participaram também José Eduardo Simões, presidente demissionário da Académica, o vereador Carlos Cidade e Miguel Salema Garção, representante dos CTT, patrocinador da competição.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI