Empresas Carga do porto de Lisboa está a ser desviada para Setúbal

Carga do porto de Lisboa está a ser desviada para Setúbal

O Porto de Setúbal está a receber a carga que tinha originariamente como destino Lisboa. Solução evita perturbações no abastecimento à capital.
Carga do porto de Lisboa está a ser desviada para Setúbal
Mário Cruz/Lusa
Celso Filipe 11 de março de 2020 às 17:00

O porto de Setúbal está a receber a carga que originariamente tinha como destino Lisboa. Os navios estão a ser desviados para a cidade do Sado, onde se está a proceder ao desembarque da mercadoria, apesar de numa fase inicial os estivadores do porto de Setúbal terem manifestado a intenção de não o fazer, em solidariedade com a greve dos trabalhadores do porto de Lisboa.

Os estivadores do porto de Lisboa estão em greve desde a passada segunda-feira, 9 de março, e prometem mantê-la até dia 30 do corrente mês. Para contornar esta paralisação, os contentores que têm como destino a Grande Lisboa, passaram agora a chegar à capital através de Setúbal, soube o Negócios.

Embora o abastecimento em Lisboa não estivesse em causa, esta alternativa elimina as perturbações causadas pela greve, as quais são exponenciadas pelo coronavírus.

A greve em curso foi convocada pelo Sindicato dos Estivadores e Atividade Logística (SEAL) face à decisão das empresas de estiva de pedirem a insolvência da A-ETPL, Associação – Empresa de Trabalho Portuário de Lisboa e estará a ser cumprida por 350 trabalhadores.

"A greve passou a ser total em todas as sete empresas de estiva de Lisboa e está a ser cumprida a 110% porque os trabalhadores de uma empresa alternativa que foi criada também aderiram à greve. O exército de reserva do grupo empresarial turco [Yilport} está todo connosco" afirmou António Mariano, presidente do SEAL, ontem à agência Lusa.

O dirigente sindical aproveitou também para criticar o Governo. "Nós continuamos a acompanhar o imobilismo, que começa a ser um bocado cúmplice, do Governo pela falta de intervenção numa situação destas: de uma insolvência com origem em gestão danosa que as empresas promoveram aqui no porto de Lisboa para despedirem metade dos estivadores".




pub

Marketing Automation certified by E-GOI