Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CTT esperam pagar 60 milhões em dividendos em 2014

O Governo anunciou esta segunda-feira o intervalo de preços a que serão vendidas as acções dos CTT e, esta terça-feira, foi divulgado o prospecto onde consta que os CTT deverão pagar 60 milhões aos seus accionistas em 2014, referente ao exercício de 2013, e 90% do lucro distribuível apurado no exercício do próximo ano, em 2015.

Bloomberg
Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 19 de Novembro de 2013 às 09:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

Segundo o prospecto, divulgado esta manhã à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), “para o exercício findo em 31 de Dezembro de 2013, o Conselho de Administração do emitente espera estar em condições de propor a distribuição de dividendos no montante de aproximadamente 60 milhões de euros, a serem pagos em 2014”. Uma proposta, acrescenta a mesma fonte, que está sujeita à aprovação dos órgãos sociais competentes do Emitente.

 

Para o exercício findo em 31 de Dezembro de 2014 e exercícios subsequentes, revela ainda o prospecto, o emitente “espera declarar e pagar dividendos aos seus accionistas que representem, pelo menos, 90% do lucro distribuível apurado no respectivo exercício." Esta política de dividendos "foi aprovada em deliberação do Conselho de Administração do emitente estando, contudo, a efectiva proposta de aplicação de resultados sujeita a aprovação pelos órgãos sociais competentes do emitente em cada momento”, alerta a mesma fonte.

 

O prospecto relembra que a distribuição de dividendos tem sido para os CTT um instrumento “relevante para remunerar o seu accionista, tendo o emitente feito distribuições de dividendos nos últimos seis anos com um rácio de payout médio acima de 80% e nos últimos dois anos acima de 90%."

 

A política de dividendos prosseguida até aqui pelos CTT, acrescenta, ”visava, por um lado, assegurar as necessidades de investimento dos CTT e, por outro, garantir aos accionistas uma adequada remuneração do capital investido”.

 

Sobre este tema, o prospecto conclui que esta política de dividendos “poderá ser alterada no futuro, caso seja necessário, de modo a reflectir, entre outros aspectos, alterações à estratégia de negócio e às necessidades de capital, dependendo eventuais dividendos futuros das condições verificadas no momento, incluindo dos resultados líquidos consolidados e individuais, dos proveitos, da situação financeira, das reservas, da disponibilidade de fundos legalmente distribuíveis e das perspectivas futuras, pelo que não pode ser dada qualquer garantia que num determinado ano serão propostos, declarados e distribuídos dividendos”.

 

Ou seja, “não há garantia de que o emitente venha a conseguir efectuar distribuições de dividendos no futuro, nem tão pouco que as futuras distribuições de dividendos cumpram com a política de dividendos apresentada pelo emitente”, tendo em conta os factores acima referidos.

 

Recorde-se que ontem o Governo anunciou o intervalo de preços a que serão vendidas as acções dos CTT: 4,10 a 5,52 euros, com um ponto médio de 4,81 euros.

Ver comentários
Saber mais CTT dividendos prospecto OPV privatização
Mais lidas
Outras Notícias