Empresas Donos da Sapec compram portuguesa Indaqua a empresa de Israel

Donos da Sapec compram portuguesa Indaqua a empresa de Israel

A empresa de abastecimento de água que era da Mota-Engil vai voltar a mudar de donos. A israelita Shari Arison alienou a Indaqua à Bridgepoint.
Donos da Sapec compram portuguesa Indaqua a empresa de Israel
Nuno Carregueiro 29 de janeiro de 2019 às 12:28

O fundo de private equity internacional Bridgepoint anunciou esta terça-feira que chegou a acordo para comprar o Grupo Miya à Arison Investments, companhia israelita de Shari Arison (na foto), uma das mulheres mais ricas deste país.

Este negócio tem um relevante impacto em Portugal, uma vez que a Miya controla a Indaqua, uma das maiores companhias nacionais de abastecimento de água.

A Miya passou a controlar a Indaqua em 2016 depois de ter comprado esta empresa à Mota-Engil por 60 milhões de euros. Mais recentemente, (final do ano passado) a construtora portuguesa e o Grupo Miya concretizaram mais um negócio, com a Mota-engil a vender os 55% que detinha no capital da angolana Vista Water.  

Em comunicado, a Bridgepoint assinala que desde que comprou a Indaqua, o Grupo Miya aplicou "com sucesso" na empresa portuguesa um processo de melhoria de eficiência que teve um "impacto positivo" nas operações da companhia.

A Indaqua é uma empresa de gestão de fornecimento de água com concessões em Fafe, Santo Tirso/Trofa, Feira, Matosinhos, Vila do Conde e S. João da Madeira, servindo 600 mil habitantes. A empresa é liderada por Amit Horman e emprega cerca de 600 pessoas.

"Estamos orgulhosos em servir o mercado português e exportar o seu talento para outras partes do mundo. Estamos entusiasmados por integrar o portfolio de empresas da Bridgepoint e acreditamos que este será o início de um período excitante de crescimento. Estamos completamente alinhados e a par dos desafios que existem no mercado", diz Amit Horman.

A Indaqua é a primeira aquisição do novo fundo desta private equity, o Bridgepoint Europe VI, que tem uma dotação de 5,7 mil milhões de euros.

A Bridgepoint é um fundo de private equity com operações em todo o mundo e que já marca presença forte em Portugal, pois em 2017 concretizou a compra da unidade agrícola da Sapec por 456 milhões de euros.

Shari Arison, que nasceu em Nova Iorque e mora em Telavive, é considerada a mulher mais rica de Israel, com uma fortuna calculada pela Forbes em cerca de cinco mil milhões de euros.

"O Grupo Miya foi criado por mim, com a visão de abastecer água pura em todo o mundo. Para mim o mais importante é que essa visão continue", diz a empresária citada em comunicado. O valor do negócio não foi revelado.

"A Bridgepoint é uma das firmas de private equity mais antigas com presença na Península Ibérica e depois da nossa aquisição da Sapec Agro em 2017, esta transação demonstra o nosso compromisso em investir em negócios com um ‘track record’ de sucesso e que contribuem para sustentabilidade dos recursos naturais e ao mesmo tempo respondem às exigências de uma população em crescimento", refere o partner da private-equity em Madrid, Héctor Pérez.         




pub

Marketing Automation certified by E-GOI