Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fundo do BPI vende dois Pingo Doce em resorts algarvios por seis milhões de euros

Imóveis localizados em resorts de luxo foram comprados por um fundo nacional ao Imofomento, do BPI.

O grupo Jerónimo Martins, que detém o     Pingo Doce, fez uma queixa à Comissão Europeia contra o pagamento da Taxa de Segurança Alimentar Mais.
Luís Costa
Negócios 27 de Julho de 2021 às 15:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Imofomento, fundo gerido pelo BPI, vendeu dois supermercados do Pingo Doce nos resorts algarvios da Quinta do Lago e Vale do Lobo a um fundo nacional por cerca de seis milhões de euros.


O retalhista da Jerónimo Martins vai permanecer como ocupante dos imóveis, informa em comunicado a JLL, consultora que assessorou o BPI na venda dos ativos.

Esta transação é mais um reflexo do "crescente interesse dos investidores por supermercados" que se destacou ainda mais devido à resiliência destes ativos durante o período pandémico, na opinião de Fernando Ferreira, "head of capital markets" da JLL, citado no comunicado.


Entre as razões que tornam estes imóveis apetecíveis para os investidores estão o seu desempenho positivo nesta conjuntura, bem como o baixo risco e rentabilidade de longo prazo.


Os supermercados são ainda um ativo que se adequa a vários perfis de investidores, entre os quais os privados. "Os 'tickets' de investimento não vão, geralmente, muito além dos 5 milhões de euros. Por isso, tem sido um tipo de produto cada vez mais procurado", afirma Fernando Ferreira.

Ver comentários
Saber mais BPI Pingo Doce JLL Algarve Fernando Ferreira fundo nacional imobiliário investimento
Outras Notícias