Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Goldman Sachs reduz nos CTT depois de receber 1,4 milhões em dividendos

O Goldman deixou de ter participação qualificada nos CTT. Era o quinto maior accionista da empresa de correios.

Pedro Simões/Cofina
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 24 de Maio de 2018 às 17:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...

Os CTT anunciaram esta quinta-feira que o Goldman Sachs deixou de ter uma participação qualificada (acima de 2%) no capital da empresa, depois de ter alienado acções do dia posterior ao desconto dos dividendos.

 

Em comunicado à CMVM, refere que o Goldman Sachs passou a deter 1,94% do capital da empresa dos correios, o que traduz uma redução face aos 2,42% detidos antes.

 

A venda das acções aconteceu a 17 de Maio, sendo que na sessão anterior as acções afundaram 9,69% pois os títulos detidos nesse dia deixaram de dar direito ao dividendo que a empresa pagou aos accionistas.

 

Os CTT pagaram um dividendo de 38 cêntimos por acção (o segundo mais rentável da bolsa portuguesa), pelo que o Godman Sachs recebeu 1,4 milhões de euros em dividendos dos correios. No total a empresa de correios pagou 57 milhões de euros aos accionistas.   

 

Antes desta redução, o Goldman era o quinto maior accionista dos CTT. A Gestmin (12,58%), a Global Portfolio Investments (5,66%), o Norges Bank (4,27%) e o Credit Suisse (3,31%) são os maiores accionistas dos CTT.

 

As acções dos CTT fecharam a sessão a descer 0,75% para 2,892 euros.

 

Ver comentários
Saber mais CTT Goldman Sachs CMVM
Outras Notícias