Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ikea planeia investir 200 milhões em nova loja em Loulé

A retalhista sueca de mobiliário Ikea, que em Portugal detém já duas unidades em operação, planeia realizar um investimento de 200 milhões de euros num novo complexo comercial a instalar em Loulé, no Algarve, onde criará 3.000 postos de trabalho. A entidade de coordenação regional recebeu já o pedido de viabilização.

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 10 de Dezembro de 2009 às 16:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
A retalhista sueca de mobiliário Ikea, que em Portugal detém já duas unidades em operação, planeia realizar um investimento de 200 milhões de euros num novo complexo comercial a instalar em Loulé, no Algarve, onde criará 3.000 postos de trabalho. A entidade de coordenação regional recebeu já o pedido de viabilização.

Através de comunicado, o grupo Ikea confirmou hoje ao Negócios a sua “intenção de instalar uma loja Ikea e um centro comercial Inter Ikea Center Portugal na região do Algarve, no concelho de Loulé”.

O projecto “a ser viabilizado”, salienta a comunicação oficial da Ikea Portugal, “representa um investimento de mais de 200 milhões de euros e a criação de 3.000 postos de trabalho directos, na região”.

A cadeia sueca vem assim reagir à notícia avançada hoje pela agência Lusa, que dá conta que a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve, que confirmou também hoje que a empresa sueca Ikea entregou recentemente o “pedido de viabilidade” para a instalação de uma loja daquela cadeia no concelho de Loulé.

A mesma fonte confirmou a entrada do ofício de "pedido de intenções" do Ikea para executar a obra em Loulé.

“A CCDR tem todo o interesse em captar investimento para a região, principalmente que crie emprego e valor acrescentado e desde que seja compatível com o modelo territorial definido no Plano Regional de Ordenamento do Território do Algarve (Prot Algarve)”, afirmou à Lusa fonte das relações públicas da CCDR Algarve. O presidente da CCDR Algarve, João Faria, e o autarca de Loulé, Seruca Emídio, deverão reunir-se ainda este ano para "discutir a localização mais indicada" para as obras.

O autarca de Loulé, Seruca Emídio adiantou à Lusa que a cadeia sueca já adquiriu cerca de uma dezena de terrenos a privados com uma área total que deverá rondar os 40 hectares.

Seruca Emídio referiu ainda que tem a confirmação da empresa IKEA que se não for em Loulé investirá em Espanha.

Contudo, adiantou que na autarquia ainda não deu entrada de nenhum projecto com marca IKEA.

Fonte oficial da maior cadeia de mobiliário do mundo adiantou contudo que “todo o processo relativo a este projecto está ainda numa fase inicial, razão pela qual é prematuro adiantar quaisquer outras informações sobre o mesmo”.

Recorda, no entanto, que o plano de expansão do grupo sueco para o País “prevê um investimento de mais de 660 milhões de euros através da instalação de sete lojas Ikea (três na região da Grande Lisboa, duas na região do Grande Porto, uma na zona Sul e outra a Centro), dois centros comerciais Inter Ikea Centre Group e três fábricas Swedwood Group, em Paços-de-Ferreira”.


No conjunto de sete lojas anunciadas, recorde-se, o grupo já inaugurou Alfragide e Matosinhos. Assim como os projectos de Loures – em fase de recrutamento de 400 postos de trabalho e prevista abrir em 2010 – e Gaia, “cujo protocolo de intenções foi assinado com a Câmara em 2008”.

Ver comentários
Outras Notícias