Empresas Lucros dos CTT descem 28% em 2018

Lucros dos CTT descem 28% em 2018

Os CTT fecharam 2018 com um lucro de 19,6 milhões de euros, menos 28% do que no ano anterior.
A carregar o vídeo ...
Sara Antunes 20 de fevereiro de 2019 às 16:44
Os CTT terminaram o ano passado com um resultado líquido de 19,6 milhões de euros, o que representa uma descida de 28% face a 2017, de acordo com o comunicado emitido para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). 

Esta evolução dos resultados ditou um corte no dividendo de 38 cêntimos para 10 cêntimos por ação, o que corresponde ao valor mais baixo alguma vez distribuído pela empresa liderada por Francisco de Lacerda. 

Os CTT explicam que os resultados foram afetados "pelas indemnizações pagas por rescisão de contratos de trabalho por mútuo acordo", num montante total de 20,7 milhões de euros, no âmbito da reestruturação que a empresa realizou. 

Os números hoje apresentados revelam que o número de funcionários dos CTT diminuiu em 65, com um grande corte no segmento de correios (menos 118 pessoas), enquanto que nas restantes áreas de negócio até houve um acrécimo de trabalhadores. 

O EBITDA diminuiu 8,4% para 74,4 milhões de euros, mas o EBITDA recorrente aumentou 0,6% para 90,4 milhões de euros. 

A empresa liderada por Francisco Lacerda adianta que os rendimentos operacionais recorrentes aumentaram 1,4% para 708 milhões de euros, num período em que os rendimentos do Banco CTT foram os que mais cresceram (27%), ainda que continue a ser o correio que mais receitas gera (531,9 milhões de euros).

Francisco de Lacerda, presidente executivo dos CTT, realça, em comunicado que "os resultados de 2018 mostram que a estratégia de diversificação dos CTT está a ser bem-sucedida, com o Expresso & Encomendas e o Banco CTT a registarem um desempenho muito positivo e a compensar a queda estrutural do tráfego de correio tradicional".


(Notícia atualizada às 16:55 com mais informação)



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI