Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Oleoduto para aeroporto de Lisboa custará 40 milhões e estará pronto em 2021

O ministro do Ambiente anunciou no Parlamento que o oleoduto para abastecer o aeroporto da capital será criado onde existe uma conduta da EPAL que estará desativada no final de 2020.

Lusa
Maria João Babo mbabo@negocios.pt 29 de Maio de 2019 às 13:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

O ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, anunciou esta quarta-feira no Parlamento que o oleoduto para abastecer de combustível o aeroporto de Lisboa "vai ser construído, aproveitando a conduta do Alviela da EPAL".

 

Na comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, o responsável explicou que se trata de um corredor com 10 metros de largura, que passa tangente ao posto de combustível da CLC (Companhia Logística de Combustíveis) até à rotunda de Moscavide.

 

A conduta, disse ainda, "está neste momento a ser desativada e estará desativada no final de 2020", apontando Matos Fernandes que o oleoduto estará criado no final do primeiro semestre de 2021, num investimento de 40 milhões de euros. Uma verba que, acrescentou, envolve todo o oleoduto com o reforço de tancagem no aeroporto.

 

Matos Fernandes disse que há negociações com a ANA que terão de decorrer, mas considerou que esse "não será um processo complexo", esperando uma conclusão em um, dois ou três meses.

Ver comentários
Saber mais aeroporto de Lisboa Matos Fernandes oleoduto
Mais lidas
Outras Notícias