Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Uber contra limite imposto nas comissões cobradas aos restaurantes. Medida "prejudica utilizadores"

O serviço de entrega de comida em casa da Uber considera que o limite de 20% imposto pelo governo nas comissões a cobrar aos restaurantes é prejudicial para o serviço, pondo em causa o seu normal funcionamento.

Joyce Simplício, da Uber Eats
Negócios jng@negocios.pt 14 de Janeiro de 2021 às 13:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
A Uber Eats, uma plataforma de entrega de comida a casa das pessoas, considera que a medida do Governo de limitar as comissões aplicadas aos restaurantes por parte destas aplicações prejudicam os utilizadores, uma vez que tornam o serviço menos acessível.

Fonte oficial da empresa diz que "estas medidas tornam o serviço menos acessível para os consumidores, o que limitará a procura dos restaurantes e consequentemente as oportunidades dos milhares de pessoas que fazem entregas com a nossa aplicação".

Ainda assim, a Uber Eats garante que "vai analisar as alterações necessárias, procurando minimizar o impacto negativo que esta alteração terápara todos neste novo confinamento".

Ontem, o governo português decidiu colocar um travão às comissões cobradas pelos serviços de entrega de refeições ao domicílio.

Enquanto vigorar o confinamento, que obriga os restaurantes a fechar portas e a funcionar apenas em regime de take-away ou entregas, estes serviços, como a Uber Eats ou a Glovo, não poderão cobrar aos restaurantes comissões superiores a 20%.

Os serviços que cobrem, atualmente, comissões inferiores a 20%, estarão impedidos de aumentá-las nas próximas semanas, também por decisão do Governo.
Ver comentários
Saber mais Governo Uber Eats economia negócios e finanças
Outras Notícias