Energia Analistas antecipam queda de 31,3% nos lucros da Galp

Analistas antecipam queda de 31,3% nos lucros da Galp

A média do consenso de analistas que acompanham a petrolífera portuguesa aponta para uma queda homóloga de mais de 30%, entre julho e setembro de 2019, segundo a Bloomberg. A Galp apresenta números amanhã, antes da abertura dos mercados.
Analistas antecipam queda de 31,3% nos lucros da Galp
Miguel Baltazar
Gonçalo Almeida 21 de outubro de 2019 às 15:22

A petrolífera Galp Energia deverá ter uma queda no lucro líquido de 31,3% para os 145,5 milhões de euros no terceiro trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período de 2018, segundo uma previsão dos analistas questionados pela agência de notícias Bloomberg.

Na sua previsão adiantou que se obteve este valor médio, uma vez que o lucro mínimo apontado foi de 124 milhões e o valor máximo de 163 milhões de euros.

No passado dia 15 deste mês, o analista do setor de "Oil & Gas" Salih Yilmaz, tinha previsto que a queda do preço do petróleo iria impactar os resultados divulgados pela empresa liderada por Carlos Gomes da Silva.

A Galp, que até anunciou um aumento homólogo da sua produção de petróleo em 21% no terceiro trimestre deste ano, pode sentir um impacto mais forte da queda de 18% no preço da matéria-prima entre julho e setembro de 2019.

Entre julho e setembro deste ano, o preço médio do petróleo cotado em Londres e referência para Portugal foi de 62 dólares por barril, tendo atingido um pico breve nos 71,95 dólares após os ataques às instalações à Saudi Aramco. No mesmo período do ano passado o preço médio foi de 75,2 dólares por barril.

"É provável que a queda significativa dos preços dos hidrocarbonetos venha a pesar no EBITDA da Galp do terceiro trimestre, quando comparado com o ano passado, apesar do aumento de 21% na produção de ‘oil and gas’", segundo uma nota, divulgada na altura pela agência de notícias.

O conjunto de 15 analistas que cobrem a Galp, e que a empresa divulga no seu site, preveem uma queda ainda maior do lucro líquido (-34,4%) da petrolífera portuguesa. Entre julho e setembro os analistas antecipam que o lucro se situe nos 139 milhões de euros. O valor máximo apontado para o lucro foi de 185 milhões e o mínimo de 106 milhões.

Também o EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) deverá cair 8% para os 594 milhões de euros, depois de no mesmo período do ano anterior se ter fixado nos 642 milhões de euros.

Por esta altura, as ações da Galp caem 0,1% para os 13,52 euros. 

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI