Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Analistas estimam prejuízo de quase 60 milhões para a Galp no segundo trimestre

No início de julho, a petrolífera já havia dado pistas sobre o que aí vinha, justificando com "a desaceleração operacional para fazer face à baixa procura e aos elevados níveis de inventários".

2.º Galp Energia
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 20 de Julho de 2020 às 11:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

A Galp Energia deverá contar com um prejuízo de 59 milhões de euros no segundo trimestre, tendo em conta o consenso dos analistas divulgado pela empresa. As previsões comparam com lucros no mesmo período do ano passado e oscilam entre um prejuízo máximo de 97 milhões de euros e um lucro de 28 milhões de euros.

A "refinação & midstream" é a área de negócio que mostra a maior quebra, com um EBIT (resultados operacionais) de 55 milhões de euros. Segue-se a produção, que deverá registar um EBIT negativo de 21 milhões de euros. Por fim, o segmento comercial consegue um resultado positivo, com um EBIT de 37 milhões de euros. Somadas as parcelas, o EBIT consolidado da Galp deverá ser negativo em 39 milhões de euros. Já o EBITDA da empresa nos segundos três meses do ano deverá colocar-se em terreno positivo nos 274 milhões de euros.

No início de julho, a petrolífera já havia dado pistas sobre o que aí vinha. O processamento de barris baixou para quase metade, refletindo "a desaceleração operacional para fazer face à baixa procura e aos elevados níveis de inventários", explicou a companhia, que teve as refinarias de Sines e Matosinhos com atividade suspensa durante um largo período de tempo.

A baixa procura está também patente nas vendas de produtos petrolíferos no segundo trimestre, que baixaram 43% face ao período homólogo e 38% contra os primeiros três meses de 2020. Ainda a pressionar, as margens decresceram 2 dólares por barril no segundo trimestre, ou seja 33%.

No ano passado, o resultado líquido da empresa nos seis meses até junho foi de 303 milhões de euros, uma fasquia atingida com o contributo de 200 milhões de euros do segundo trimestre. Em comparação com o mesmo período de 2018, os lucros já na altura cederam 21%, o correspondente a 52 milhões de euros.

Já no primeiro trimestre de 2020, os lucros da Galp caíram 72% para 29 milhões de euros, uma queda justificada com as alterações no mercado provocadas pela pandemia de covid-19, revelou a empresa no final de abril.

Ver comentários
Saber mais Ebit Galp Energia economia negócios e finanças Informação sobre empresas
Outras Notícias