Energia EDP fecha contrato nos EUA para estrear armazenamento de renováveis em larga escala

EDP fecha contrato nos EUA para estrear armazenamento de renováveis em larga escala

A EDP, através de uma subsidiária, fechou mais um contrato para a venda de energia nos Estados Unidos. Este distingue-se por marcar a estreia da EDP no armazenamento de larga escala.
Ana Batalha Oliveira 20 de junho de 2019 às 07:45

A EDP, através da sua subsidiária EDP Renewables North America, fechou um contrato para a venda e armazenamento de energia solar a partir de um projeto de larga escala nos Estados Unidos, cujo início das operações está previsto para 2022.

O contrato de aquisição de energia (CAE) foi firmado entre a EDP Renewables North America, detida em 82,6% pela EDP, e a East Bay Community Energy. O acordo tem a duração de 20 anos e prevê a venda de 100 megawatts de energia solar e 30 megawatts de armazenamento de energia.

O projeto, batizado Sonrisa Solar Park, será o primeiro projeto renovável de larga escala com armazenamento da EDP, nota a elétrica no comunicado publicado na página da Comissão dos Mercados e dos Valores Mobiliários esta quinta-feira, 20 de junho.

A tecnologia de armazenamento de energia é relevante pois permite "aumentar a eficiência", corrigindo desequilíbrios no fornecimento de energia.

Somando este contrato àqueles já fechados nos Estados Unidos, a EDP já garantiu cerca de 1,7 gigawatts de contratos de aquisição de energia neste território para projetos a serem instalados até 2022. Isto significa que a elétrica já atingiu 45% da capacidade global a que se propôs no respetivo plano estratégico, olhando ao período entre 2019 e 2022.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI