Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP garante financiamento de 60 milhões para parque eólico flutuante

O acordo de financiamento de 60 milhões de euros com o BEI garante a segunda fase de construção do projecto Windfloat Atlantic.

Daniel Acker/Bloomberg
Sara Ribeiro sararibeiro@negocios.pt 19 de Outubro de 2018 às 13:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

A EDP fechou um contrato de financiamento com o BEI no valor de 60 milhões de euros para a segunda fase do parque eólico no mar que está a ser construído ao largo de Viana do Castelo. Este acordo garante, assim, a segunda fase da construção do projecto que vai exigir um investimento total de 125 milhões de euros.

 

Durante a cerimónia de assinatura do contrato, que decorreu esta sexta-feira, António Mexia, CEO da EDP, detalhou que deste valor total, quase 30 milhões de euros são provenientes do programa da União Europeu NER300, 6 milhões de euros do fundo português de carbono e o restante será investido pelos accionistas do consórcio Windplus que além da EDP, através da EDP Renováveis (79,4%), inclui a Repsol (19,4%) e a Principle Power (1,2). 

 

O projecto, iniciado em 2011, terá uma capacidade instalada de 25 megawatts através de três aerogeradores, assentes em plataformas flutuantes. Este é o primeiro projecto do género a ser construído em Portugal.

 

Como Manso Neto, CEO da EDP Renováveis, relembrou, o projecto "tem de estar concluído até ao final do ano". Ou seja, terá de estar ligado e a produzir energia até ao final de 2019 sob o risco de poder perder os fundos comunitários que foram atribuídos em 2012 pelo programa NER30, no valor de 30 milhões de euros, caso não cumpra o calendário de execução acordado com Bruxelas, como tinha noticiado o Público no ano passado.

 

A plataforma vai ter uma tarifa subsidiada de mais de 140 euros por megawatt/hora durante 25 anos. A este propósito, António Mexia referiu que ao longo destes anos, com as tecnologias que foram sido desenvolvidas, os custos de produção estão "Muito mais reduzidos". E a tendência é continuarem a decrescer. "Antes o preço de produção offshore era 200 euros por megawatt/hora, Hoje, está nos 65 euros MW/H", sustentou o presidente executivo da eléctrica.

 

(Noticia actualizada às 14:26)

Ver comentários
Saber mais EDP BEI Windfloat Atlantic
Mais lidas
Outras Notícias