Energia EDP lança OPA para retirar EDP Renováveis de bolsa

EDP lança OPA para retirar EDP Renováveis de bolsa

O grupo EDP oferece 6,80 euros para comprar os 22,5% que lhe faltam da sua subsidiária. O valor da oferta ascende aos 1,33 mil milhões de euros.
EDP lança OPA para retirar EDP Renováveis de bolsa
André Cabrita-Mendes 27 de março de 2017 às 19:26
O grupo EDP lançou uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre a sua subsidiária EDP Renováveis. O valor da oferta é de 1,33 mil milhões de euros, caso a EDP compre os 22,5% que não detém na EDP Renováveis, a 6,80 euros cada uma.

"Torna-se pública a decisão de lançamento pela EDP de uma oferta pública geral e voluntária de aquisição de acções representativas do capital social da EDP Renováveis", pode-se ler no comunicado divulgado no regulador CMVM esta segunda-feira, 27 de Março.

A EDP está a oferecer 6,80 euros por cada acção da EDP Renováveis, o que representa um prémio de 8,5% face à cotação desta segunda-feira. "A contrapartida oferecida, a pagar em numerário, é de 6,80 euros por acção, deduzido de qualquer montante (ilíquido) que venha a ser atribuído a cada acção, seja a título de dividendos, de adiantamento sobre lucros de exercício ou de distribuição de reservas, fazendo-se tal dedução a partir do momento em que o direito ao montante em questão tenha sido destacado das acções e se esse momento ocorrer antes da liquidação financeira da oferta". Face ao preço médio dos últimos seis meses o prémio é de 10,5%.

Preço da OPA à EDP Renováveis é justo?
Sim
60,5%
Não
39,5%

Recorde-se que a EDP Renováveis foi lançada na bolsa de Lisboa em Maio de 2008, com cada acção a valer oito euros. O grupo liderado por António Mexia diz que a "eficácia da oferta não estará subordinada à verificação de qualquer condição".

O grupo EDP sublinha que "admite requerer a retirada das acções" da EDP Renováveis da bolsa de Lisboa, caso venha a deter, em resultado da OPA, acções que ultrapassem 90% dos direitos de voto correspondentes ao capital social da EDP Renováveis.

A EDP compromete-se a "dar continuidade à actividade empresarial da EDP Renováveis e das subsidiárias, mantendo a linha estratégica definida pelo conselho de administração da sociedade visada e a confiança no mesmo e na respectiva equipa de direcção".

Ao adquirir as acções da EDP Renováveis, o grupo EDP quer "reforçar a aposta como líder na actividade de produção de energia através de fontes renováveis e continuar a apostar no crescimento do negócio e actividade da EDP Renováveis". E "permitir à oferente aumentar a sua exposição à actividade desenvolvida pela EDP Renováveis, com o intuito de beneficiar em maior escala do crescimento atractivo das energias renováveis".

Num outro comunicado a EDP anunciou a venda da espanhola Naturgas, por 2,5 mil milhões de euros, um encaixe que quase duplica o esforço financeiro máximo da OPA sobre a sua subsidiária.

As acções da EDPR fecharam a sessão a ganhar 1,08% para 6,267 euros.

(notícia actualizada às 20:01)



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI