Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fuga de gás detetada em gasoduto que liga Federação Russa à Europa

O gasoduto estende-se ao longo de 1.230 quilómetros, desde a Federação Russa até à Alemanha, pelo Báltico.

Reuters
Lusa 26 de Setembro de 2022 às 20:50
  • Partilhar artigo
  • 6
  • ...
A autoridade marítima dinamarquesa disse esta segunda-feira que tinha sido detetada uma fuga de gás no gasoduto que liga a Federação Russa à Europa, sob o Mar Báltico, e que isso é um perigo para a navegação marítima.

O operador do Nord Stream 2 confirmou que a fuga tinha sido detetada a sudeste da ilha dinamarquesa de Bornholm, no Mar Báltico.

O gasoduto estende-se ao longo de 1.230 quilómetros, desde a Federação Russa até à Alemanha, pelo Báltico.

Está acabado e cheio com gás, mas este nunca foi importado pelos alemães, noticiou a DPA.

A causa da fuga não foi avançada.

A agência de energia dinamarquesa afirmou, em comunicado, que a autoridade marítima do país emitiu um aviso à navegação e determinou uma zona de proibição de cinco milhas náuticas, em torno do gasoduto, "por ser perigoso para o tráfego de navios".

Há receios de que a fuga venha a provocar o esvaziamento do gasoduto, que está com 177 milhões de metros cúbicos de gás, nos próximos dias, ainda segundo a DPA.

Esta fuga aconteceu um dia antes da inauguração de um gasoduto, o Tubo do Báltico, que vai transportar gás da Noruega para a Polónia, através da Dinamarca.

Ao gás norueguês é atribuído um papel importante na substituição do gás russo.

Ver comentários
Outras Notícias