Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Primeiros quinze dias do ano vão ter descontos na luz

Para potências contratadas baixas a fatura da luz vai descer pelos primeiros quinze dias. E a fatura da tarifa social também durante o confinamento. Já os descontos pelo frio atingem no máximo 2,36 euros.

Bloomberg
Alexandra Machado amachado@negocios.pt 14 de Janeiro de 2021 às 19:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A redução da conta mensal na fatura só vai ser feita em relação à primeira quinzena de janeiro, em que as temperaturas estiveram muito baixas.

E essa ajuda é para quem tenha "potência inferior a 6,9 kVa de potência contratada", realçou Siza Vieira, ministro da Economia.

A ajuda será para todas as famílias que contratem só até essa potência, o que "beneficiará cerca de 5,2 milhões de consumidores", diz o Ministério do Ambiente, num esclarecimento às redações.

O ministério liderado por Matos Fernandes explica que esta ajuda é "motivada pela descida acentuada da temperatura na primeira quinzena de janeiro". É um apoio "único e irrepetível". O que significa que quem esteja no escalão mais alto deste apoio (6,9 kVa) receberá no máximo 2,36 euros.

Os valores serão:

Escalão de potência (kVA)

Valor do apoio extraordinário (€/dia)

6,9

0,1573

5,75

0,1311

4,6

0,1049

3,45

0,0787

2,3

0,0524

1,15

0,0262

 

Os valores são multiplicados por 15 dias. 

Já em relação ao período de confinamento, a ajuda de redução de 10% na fatura de eletricidade só abrange as famílias com a tarifa social, que são cerca de 800 mil. E será "imediatamente aplicada". O Expresso já tinha avançado que o Governo se preparava para dar um desconto na fatura a partir de janeiro, durante o período de confinamento.

Sem o ministro do Ambiente a acompanhar Siza Vieira na conferência de imprensa, por estar em isolamento profilático, o gabinete de Matos Fernandes emitiu um comunicado explicando que as famílias que beneficam da tarifa social terão um "regime de apoio extraordinário durante este período de confinamento geral".

Assim, por cada dia de confinamento, o valor do apoio é fixo, e de igual montante do apoio anterior, "para não provocar o consumo excessivo de eletricidade", valor que reflete, segundo o Ministério do Ambiente, "10% de redução em relação à tarifa normal".

(notícia atualizada às 19h45 com mais informações, nomeadamente os esclarecimentos do Ministério do Ambiente)

Ver comentários
Saber mais Siza Vieira energia eletricidade
Outras Notícias