Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Imobiliário vê atribuição de vistos dourados a "normalizar"

A quebra em Abril não preocupa o presidente da associação do sector. O programa já atraiu mais de dois mil milhões de euros de investimento estrangeiro desde finais de 2012.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios jng@negocios.pt 23 de Maio de 2016 às 09:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A concessão dos chamados vistos "gold" abrandou em Abril para 130, face aos 168 no mês anterior, mas o líder da associação do sector imobiliário (APEMIP), Luís Lima, não se mostra preocupado com este recuo. Até porque Março tinha sido o mês com o maior número de atribuições de sempre.

 

"O procedimento de atribuição está a normalizar e é natural que estabilize com oscilações pouco representativas. Ao mercado estamos a dar um sinal positivo e a demonstrar que, depois dos problemas que existiram, este programa está finalmente a funcionar normalmente, como seria expectável", refere o presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal.

 

De acordo com os dados fornecidos pela APEMIP, até 30 de Abril foram concedidas 3.295 Autorizações de Residência para Actividade de Investimento, das quais 3.112 por via do requisito da aquisição de bens imóveis. Em valor, tinha apontado a 20 de Maio a Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário (CPCI), com os 82 milhões de euros de Abril, este programa registou um volume de investimento externo de 313 milhões nos primeiros quatro meses do ano, ou seja, mais 45% que em igual período de 2015.

 

Desde o arranque do programa, em finais de 2012, este regime de incentivo ao investimento estrangeiro já ascendeu a 2.007 milhões de euros, sendo que a quase totalidade (1.800 milhões) foi canalizada a aquisição de bens imóveis. Com um total de 2.545 vistos concedidos, os chineses estão destacados no topo da lista dos que mais investem neste programa, seguidos pelos brasileiros (151), russos (111), sul-africanos (88) e libaneses (50).

Segundo noticia esta segunda-feira, 23 de Maio, o jornal Público, a Madeira vai acrescentar incentivos fiscais para tornar mais atractivo este tipo de vistos para os investimentos realizados na região. O Governo Regional está a preparar um pacote para ampliar os benefícios aos investidores também no âmbito dos impostos a pagar, estando a ultimar o programa "Madeira Islands Citizenship", que será promovido nos mercados-alvo pela Invest Madeira, uma agência de desenvolvimento regional.

Ver comentários
Saber mais Imobiliário vistos gold vistos dourados investimento estrangeiro APEMIP Luís Lima China construção Madeira impostos incentivos fiscais
Mais lidas
Outras Notícias