Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Preços das casas subiram em 80% dos concelhos no ano da pandemia. Veja o que aconteceu no seu

Apesar da pandemia, o ano passado foi marcado por uma subida generalizada dos preços das casas em Portugal. O aumento fez-se sentir em 243 concelhos, sendo que em 61 as subidas foram mesmo superiores a 20%.

  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...

Os preços das casas voltaram a acelerar no final do ano passado e cresceram em quase todo o país. Em quase metade dos municípios, este crescimento chegou aos dois dígitos, em 61 superou os 20% e em 21 foi mesmo superior a 50%.

Os números foram divulgados na quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e o Negócios mostra agora a evolução em todos os municípios do país (ver mapa em cima).

No quarto trimestre de 2020 (considerando o conjunto dos 12 meses anteriores), o valor mediano das vendas de casas foi de 1.188 euros por metro quadrado, mais 2,4% do que no terceiro trimestre de 2020 e um aumento de 9,9% face ao último trimestre de 2019.

No total foram 243 os concelhos onde se verificou um agravamento de preços nos 12 meses de 2020, comparando com 2019, o que representa 79% de todos os municípios do país. Este número mostra também um aumento em relação aos 228 concelhos onde, em 2019, tinham sido registados crescimentos de preços.

A maior subida registou-se em Mértola, onde os preços quase duplicaram num ano. Mas há vários casos em que se verificam aumentos superiores a 50%, a maioria no Centro e Alentejo.

A recuperação do imobiliário no final do ano fez com que os preços acabassem por só diminuir ou ficar estagnados em 60 municípios (para outros cinco concelhos, não há dados disponíveis). Em 2019, eram quase 80 aqueles em que se verificavam quebras.

A maior queda, de 55%, foi em Mêda. Noutros nove municípios, a maior parte no Norte, os preços caíram mais de 20%.

Lisboa mais cara

Em 2020, Lisboa manteve-se como a cidade mais cara do país para comprar casa, mas, pelo segundo trimestre consecutivo, os preços ficaram praticamente estagnados. Já no Porto, não há quaisquer sinais de abrandamento dos preços de venda das casas, que registaram o maior aumento trimestral dos últimos três anos.

No quarto trimestre de 2020, o valor mediano das vendas de casas em Lisboa foi de 3.377 euros por metro quadrado. Este representa não só o valor mais elevado do país, como a discrepância relativamente ao município mais barato é cada vez mais acentuada. No final de 2020, comprar casa em Lisboa custava 20 vezes mais do que em Figueira de Castelo Rodrigo, o município mais barato de Portugal, onde uma casa tem um custo mediano de 167 euros por metro quadrado. Em 2019, a capital era 16 vezes mais cara do que este concelho.

Em sentido contrário, no Porto, regista-se uma forte aceleração dos preços. Neste município, o valor mediano das vendas fixou-se em 2.142 euros por metro quadrado no quarto trimestre, uma subida de 16,6% face a igual período de 2019. No terceiro trimestre, já tinha sido registado um aumento de quase 12%.

Ver comentários
Saber mais imobiliario preços das casas
Outras Notícias