Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Apple aumenta ‘fatia’ de receitas para criadores de aplicações

A tecnológica vai introduzir uma nova estratégia para a comissão das receitas geradas pelos serviços digitais, aumentando a fatia dos criadores das aplicações.

1 - Apple – A insígnia da empresa da maçã está avaliada em 135,1 mil milhões de euros.
REUTERS
Negócios 09 de Junho de 2016 às 12:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Apple vai alterar o modelo de repartição de receitas das aplicações para renovar e dar um novo impulso à App Store, que cada vez representa uma maior fatia das suas receitas.

De acordo com o Financial Times, a gigante tecnológica vai diminuir a sua actual comissão de 30% das vendas dos conteúdos digitais, uma percentagem que a Apple tinha estabelecido desde que lançou a sua loja digital, há mais de uma década.

O anúncio foi feito na quarta-feira, a uma semana do seu evento anual dedicado aos criadores de aplicações que decorre em San Francisco, EUA, e representa a maior mudança económica do mercado digital da App Store, segundo o Financial Times.

Com as alterações, qualquer aplicação que ofereça um serviço contínuo ou actualizações regulares vai receber 85% das receitas de subscrição, mas só depois do cliente ter pago pelo serviço durante mais de um ano seguido.

Antes só algumas aplicações, como de notícias ou de música, podiam cobrar subscrições e os seus criadores recebiam uma fatia de 70%.

A App Store, a par com outros serviços digitais como o Apple Music ou o iCloud, têm ganho um papel cada vez mais relevante no total das receitas da tecnológica, enquanto as vendas do iPhone e do iPad têm registado uma tendência de queda nos últimos meses.

De acordo com os últimos resultados da empresa liderada por Tim Cook, as receitas de serviços já ocupam o segundo lugar das principais fontes de proveitos da marca da maça, a seguir ao iPhone.

Ver comentários
Saber mais Apple App Store San Francisco Apple Music Tim Cook
Outras Notícias