Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portal do Cidadão lançado em Dezembro; projecto com investimento considerável

O Portal do Cidadão, que englobará todos os ministérios, será lançado em Dezembro e representará um «investimento considerável», disse hoje Carlos Oliveira ao Negocios.pt, à margem da primeira reunião sobre o projecto.

Alexandra Luís 07 de Janeiro de 2003 às 17:48
  • Partilhar artigo
  • ...
O Portal do Cidadão, que englobará todos os ministérios, será lançado em Dezembro e representará um «investimento considerável», disse hoje Carlos Oliveira, coordenador do Governo electrónico, ao Negocios.pt, à margem da primeira reunião sobre o projecto.

«O Portal do Cidadão será lançado durante o mês de Dezembro, antes do Natal», salientou o mesmo responsável, adiantando que este representará um «investimento considerável».

Carlos Oliveira escusou-se a adiantar valores, já que os custos de implementação do portal dependerão da tecnologia escolhida. «Em Abril teremos os custos de implementação de hardware e software no portal», salientou o coordenador do Governo electrónico.

«As vantagens em termos de poupanças constantes [do Portal do Cidadão] são consideráveis mas terão maior peso para os cidadãos e para empresas porque há uma redução do ciclo de serviço que fica, em alguns casos, reduzido para metade», frisou Carlos Oliveira.

«Numa primeira fase os ganhos [em relação ao portal] são para os cidadãos. Na segunda fase serão para o Estado», sublinhou Carlos Oliveira antes da primeira reunião sobre o projecto, que teve lugar hoje.

O projecto Portal do Cidadão está a ser desenvolvido no âmbito da Unidade de Missão Inovação e Conhecimento (UMIC), criada pelo Governo e liderada por Diogo Vasconcelos.

A reunião de hoje, que contou com os representantes de todos os ministérios, teve como objectivo determinar os conteúdos e o calendário para o arranque do Portal do Cidadão. Além disso, teve como meta a «formalização da equipa que irá trabalhar no projecto de forma permanente», adiantou o mesmo responsável.

O Portal do Cidadão terá como directora-geral Anabela Pedroso, que era secretária-geral adjunta do ministério das Finanças.

Em Março a UMIC irá apresentar «uma listagem dos serviços que estarão online no portal» e em Maio será divulgado o protótipo do Portal do Cidadão. De acordo com Carlos Oliveira, está ainda previsto «um seminário internacional sobre o projecto».

O futuro portal incluirá oito serviços para empresas e 12 serviços básicos para os cidadãos, entre os quais se integra o registo de empresas, certidões ou carta de condução.

Ver comentários
Outras Notícias