Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

São precisos 25 dias de trabalho para se conseguir comprar o novo iPhone13

Plataforma britânica compara os preços do novo smartphone da Apple com o salário médio anual de cada país. Só Hungria e Polónia demoram mais tempo que Portugal, dentro da União Europeia.

Marta Velho martavelho@negocios.pt 02 de Outubro de 2021 às 15:43
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...
Em Portugal, são precisas 195,1 horas de trabalho - ou perto de 25 dias - para se conseguir comprar o novo iPhone13 da Apple. As contas são feitas pela plataforma britânica Moneysupermarket, que faz comparações de preços, que teve em conta o salário médio anual e o preço do aparelho em vários países.

A encabeçar a lista estão as Filipinas, onde é necessário trabalhar quase quatro meses e meio para adquirir o mais recente smartphone da Apple. No ponto oposto está a Suíça, onde bastam quatro dias de trabalho. 

Assumindo dias de trabalho com oito horas e cinco dias de trabalho por semana, Portugal encontra-se na metade da lista dos que mais precisam de trabalhar, apenas ultrapassado, na União Europeia, pela Hungria e a Polónia. O campeão do bloco europeu é o Luxemburgo, onde uma semana basta para comprar o novo iPhone.

O site tem também em consideração que o aparelho tem custos diferentes, em vários países. No Brasil é onde é mais caro: 1.449 dólares, fazendo com que o cidadão médio precise de mais de três meses de trabalho para conseguir comprar o smartphone. Já Hong Kong tem o iPhone13 mais barato, a começar nos 874 dólares.

Por cá, a mais recente versão do icónico telefone da Apple está à venda desde meados de setembro. A linha mini, a mais barata, arranca nos 829 euros, para um smartphone com 5,4 polegadas e com 128 GB de capacidade. Já o iPhone 13, que disponibiliza um ecrã de 6,1 polegadas, começa nos 929 euros (para a configuração com 128 GB). Na linha Pro, a mais dispendiosa, custa a partir de 1.179 euros. 
Ver comentários
Saber mais Apple Portugal iphone
Outras Notícias