Telecomunicações Anacom: "Seria difícil entender" que Nos e Vodafone não utilizem rede da Fibroglobal

Anacom: "Seria difícil entender" que Nos e Vodafone não utilizem rede da Fibroglobal

O presidente da Anacom, João Cadete de Matos, diz que seria incompreensível que Nos e Vodafone não utilizem as redes da Fibroglobal quando os preços baixarem. "Virar-se-ia contra essas empresas", diz.
Anacom: "Seria difícil entender" que Nos e Vodafone não utilizem rede da Fibroglobal
Miguel Baltazar
Alexandra Machado 18 de maio de 2018 às 14:08
A Anacom diz que seria difícil de entender se a Nos e a Vodafone não aproveitarem as redes da Fibroglobal quando os preços descerem. Segundo declarou João Cadete de Matos, presidente do regulador, as regras que passarão a ser aplicadas à Fibroglobal - se o Governo aceitar as sugestões da Anacom - são análogas à dos outros operadores com redes rurais como a DS Telecom.

Assim, declarou, haveria "dificuldade em perceber que digam que a oferta da DS Telecom é adequada e digam que oferta análoga não é adequada", declarou João Cadete de Matos, na conferência de imprensa em que apresentou as conclusões da Anacom sobre o serviço universal de telecomunicações, no ãmbito do qual sugere que não haja atribuição de novos prestadores por ter concluído que os custos são superiores e não compensam os benefícios.

Quanto à Fibroglobal, a Anacom propôs ao Governo que os preços da empresa descessem entre 30% e 66%, o que levou a Nos e a Vodafone dizerem ser uma queda insuficiente.

Foi comentando essas declarações que João Cadete de Matos diz serem incompreensíveis e seria também incompreensível que estes operadores não passassem a utilizar as redes rurais da Fibroglobal. "Isso virar-se-ia contra essas empresas", declarou.

Os consumidores, acrescentou, também não iriam compreender essa atitude, depois das queixas que tanto a Nos como a Vodafone têm feito sobre a Fibroglobal. 





Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI