Telecomunicações Nos cresce, mas Meo continua a ser maior operadora de serviços móveis

Nos cresce, mas Meo continua a ser maior operadora de serviços móveis

No ano passado, foram batidos recordes no acesso à internet através de dispositivos móveis e no número de minutos de chamadas de telemóvel, segundo os dados da Anacom.
Nos cresce, mas Meo continua a ser maior operadora de serviços móveis
Miguel Baltazar
Rafaela Burd Relvas 21 de maio de 2019 às 10:51
A Meo perdeu terreno para as concorrentes, mas mantém-se como a maior operadora de serviços móveis, apesar do crescimento da Nos. A conclusão consta do relatório de serviços móveis da Anacom, relativo ao ano de 2018, divulgado esta terça-feira, 21 de maio, que dá conta de que há cada vez mais consumidores a utilizarem internet móvel e de que se fazem cada vez mais chamadas de telemóvel, ao mesmo tempo que são enviados cada vez menos SMS.

Ao todo, no ano passado, foram 7,6 milhões os utilizadores de serviços móveis que acederam à internet, o que corresponde a 73,6% dos habitantes em Portugal. "Trata-se do valor mais elevado registado até à data", indica a Anacom, que justifica esta evolução com o "aumento dos utilizadores de internet no telemóvel, a crescente penetração dos smartphones (79,5% do total de possuidores de telemóvel) e o desenvolvimento das aplicações móveis".

Apesar desta evolução, de acordo com os dados da Comissão Europeia, Portugal encontrava-se, em julho de 2018, muito abaixo da média europeia no que diz respeito à penetração da banda larga móvel, ocupando a 27.ª posição do ranking da União Europeia.

Também nas chamadas foi atingido um novo recordo. "O número de minutos de conversação por acesso móvel em 2018 foi, em média, de 200 por mês, mais 9 minutos do que no ano anterior" e o "valor mais elevado contabilizado até ao momento", com um aumento de 5,9% face a 2017, refere o relatório da Anacom.

Em contrapartida, foram enviados menos SMS no ano passado. "O ano de 2018 registou uma descida no número de mensagens escritas na ordem dos 3,2%, queda inferior à redução média dos últimos anos. O número médio mensal de mensagens enviadas por acesso móvel efetivamente utilizado foi de 116, o valor mais baixo desde 2010".

Quanto às operadoras, a Meo continua a liderar o pódio, com uma quota de 42,7% dos acessos móveis, valor que, ainda assim, representa uma quebra de 0,6 pontos percentuais. Desde 2014, a Meo já perdeu 2,8 pontos percentuais na quota de mercado. A Vodafone é a segunda operadora móvel mais utilizada, com uma quota de 30,2% (menos 0,2 pontos do que em 2017), seguida pela Nos, que aumentou a quota de mercado em 0,8 pontos percentuais, para 24,7%. Desde 2014, a Nos aumentou a quota em 7,4 pontos.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI