Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Receitas da Easyjet afectadas pelos atentados de Paris

Os atentados terroristas de Paris e a queda de um avião russo no Egipto fizeram com que as receitas por lugar da Easyjet caíssem 3,7% no último trimestre do ano. Contudo, a companhia diz que a procura está a recuperar.

14º easyJet - 80,12%
André Vinagre andrevinagre@negocios.pt 26 de Janeiro de 2016 às 12:37
  • Partilhar artigo
  • ...

As receitas por lugar da transportadora aérea Easyjet caíram 3,7% nos últimos meses de 2015, revela a companhia esta terça-feira, 26 de Janeiro, num comunicado publicado no seu site.

 

A Easyjet confirma que a queda das receitas se deveu aos ataques terroristas em Paris, a 13 de Novembro, e também à queda de um avião russo no Egipto reivindicada pelo Estado Islâmico, a 31 de Outubro.

 

As receitas foram fortes no mês de Outubro, mas caíram em Novembro e Dezembro, diz a companhia no comunicado. Ainda assim, a Easyjet prevê um aumento da procura nos primeiros meses de 2016.

 

Apesar da queda nas receitas por lugar, a companhia refere que o número de passageiros transportados aumentou 8,1% face ao mesmo período do ano anterior, atingindo os 16,1 milhões de passageiros entre Outubro e Dezembro de 2015. Este aumento reflecte o aumento de 7,3% da capacidade dos seus aparelhos.

 

As receitas totais da companhia britânica mantiveram-se quase inalteradas, com a transportadora a registar 930 milhões de libras de receitas, enquanto no mesmo período do ano anterior registou 931 milhões de libras.

 

A companhia refere no comunicado que "a seguir a um forte Outubro, as receitas por lugar foram afectadas pelos eventos no Egipto e em Paris". Ainda assim, "as marcações futuras para o segundo trimestre mostram um forte aumento nas receitas por lugar comparado a Novembro e Dezembro".

 

A 31 de Outubro, a queda de um avião russo no Egipto matou 224 pessoas. Este ataque foi reivindicado pelo auto-proclamado Estado Islâmico e confirmado pelas autoridades russas. Este ataque levou a que vários voos para o aeroporto Sharm El Sheikh fossem cancelados. Também os ataques terroristas de 13 de Novembro na capital francesa fizeram com que a procura de voos decrescesse.

 

No início do mês, também a Air France tinha revelado perdas no valor de 70 milhões de euros no mês de Dezembro devido aos atentados.

Ver comentários
Saber mais Easyjet aviação Paris Egipto
Outras Notícias