Transportes Greve nos portos foi cancelada

Greve nos portos foi cancelada

O sindicato dos trabalhadores portuários aceitou a constituição de um grupo de trabalho para rever o acordo colectivo que integrará os ministério do Mar e das Finanças e as administrações dos portos.
Greve nos portos foi cancelada
Miguel Baltazar/Negócios
Celso Filipe 28 de março de 2018 às 15:47
O Sindicato Nacional dos Trabalhadores das Administrações e Juntas Portuárias, (SNTAJP) que estava em greve desde a passada segunda-feira, 26 de Março, decidiu suspender esta acção de protesto que se iria prolongar até dia 30, soube o Negócios.

A decisão surge após este sindicato ter chegado a acordo com o Ministério do Mar e as administrações portuárias para a formação de um grupo de trabalho que irá analisar as propostas constantes na alteração ao acordo colectivo de trabalho (ACT).

O sindicato argumentava que a revisão do ACT já tinha sido acordada entre as partes em Dezembro de 2017, mas agora aceitou voltar à mesa das negociações no âmbito deste grupo de trabalho que também integrará o Ministério das Finanças.

O SNTAJP já tinha anunciado um novo período de greve para Abril, o qual fica sem efeito. 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Anónimo Há 3 semanas

A automação dos portos não vem ai. Ela já é uma realidade. "Ports of Auckland profits down as it invests in innovation and automation" https://www.stuff.co.nz/business/101910198/ports-of-auckland-profits-down-as-it-invests-in-innovation-and-automation

comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Nos portos da Holanda, essa mesma de Dijsselbloem nascido em Eindhoven que é tão somente um centro mundial de inovação e empreendedorismo bem sucedido assente na grande dinâmica, abertura e flexibilidade do mercado de talento e capital, estão a automatizar todas as áreas e departamentos das instalações portuárias. Os colaboradores excedentários vão ser alvo de rescisão contratual apesar de terem organizado umas greves e contratado uma historiadora portuguesa (De onde haveria de ser?) para criar uns relatórios neoluditas com forte inspiração marxista, para apresentar como argumento reivindicativo à Organização Internacional do Trabalho. https://www.portofrotterdam.com/en/cargo-industry/50-years-of-containers/the-robot-is-coming

Anónimo Há 3 semanas

A automação dos portos não vem ai. Ela já é uma realidade. "Ports of Auckland profits down as it invests in innovation and automation" https://www.stuff.co.nz/business/101910198/ports-of-auckland-profits-down-as-it-invests-in-innovation-and-automation

Mr.Tuga Há 3 semanas

ah, ah, ah, ah, ah, ah, ah, ah......

Lá vai o tuga CONTRIBUINTE abrir as pernas.....
Esta gajada de xuxa e esquerdalha não gosta de "atritos".... Não é bom para as SONDAGENS....

Saber mais e Alertas
pub