Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Novembro agrava queda das receitas turísticas

No conjunto de janeiro a novembro deste ano, as receitas turísticas totalizam 7.658 milhões de euros, uma quebra de quase 56% face a igual período do ano passado.

O projeto de estratégia europeia para o turismo será alvo de propostas de alteração e votado em janeiro.
João Cortesão
Rafaela Burd Relvas rafaelarelvas@negocios.pt 30 de Dezembro de 2020 às 12:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Num mês em que quase metade dos estabelecimentos de alojamento turístico estiveram encerrados, e em que as dormidas de turistas estrangeiros a Portugal derraparam mais de 85%, as receitas turísticas acentuaram as quebras que já têm sido registadas ao longo deste ano. Em novembro, segundo os dados provisórios divulgados pelo Banco de Portugal (BdP) esta quarta-feira, 30 de dezembro, os gastos feitos por turistas estrangeiros em Portugal terão caído 57%.

"Em novembro, o indicador preliminar das viagens e turismo da balança de pagamentos aponta para uma queda de 57% nas exportações [gastos de não residentes em Portugal] e de 47% nas importações [gastos de residentes em Portugal no exterior] face a novembro de 2019. O indicador aponta, assim, para um agravamento das exportações e importações de turismo, que, em outubro de 2020, tinham caído, respetivamente, 56% e 38% face a outubro de 2019", indica o BdP, na estimativa publicada esta quarta-feira.

Considerando os números de 2019, estas quebras significam que, em novembro deste ano, as receitas turísticas terão totalizado cerca de 427,3 milhões de euros, enquanto os gastos dos turistas portugueses lá foram ascenderam a 202,6 milhões de euros.

Feitas as contas, no conjunto de janeiro a novembro de 2020, as receitas turísticas totalizam 7.658 milhões de euros, o equivalente a uma quebra de quase 56% face a igual período do ano passado. Já os gastos dos portugueses no exterior totalizam, no mesmo período, 2.805 milhões de euros, o que representa uma quebra homóloga de 42%.

O saldo da balança de viagens e turismo fixou-se, assim, em 4.853 milhões de euros, valor que corresponde a uma quebra de 61% face ao período de janeiro a novembro do ano passado, quando o saldo da balança turística ultrapassava os 12 mil milhões de euros.
Ver comentários
Saber mais receitas turísticas turismo banco de portugal hotelaria
Outras Notícias